Jungle Fight 93 volta ao Pará neste sábado com dois cinturões interinos em jogo; saiba mais

Publicado em 28/04/2018 por: Yago Redua
Jungle Fight 93 volta ao Pará neste sábado com dois cinturões interinos em jogo; saiba mais Jungle Fight 93 retorna ao Pará com a promessa de um grande evento de MMA (Foto Akira Onuma/O Liberal)

publicidade

Depois de 15 anos, o Jungle Fight volta ao Pará neste sábado (28), em sua edição 93, com a disputa de dois cinturões interinos. Na última sexta-feira (27), em pouco mais de uma hora, os 36 lutadores confirmados para o evento passaram pela balança no Centro de Convenções da Amazônia – Hangar. E o evento foi rigoroso com a checagem de peso. Os paraenses Ivanildo Monstrinho e Francisco Figueiredo, que brigarão pelos cinturões das categorias 57 kg e 61 kg, respectivamente, bateram o peso. Porém, seus adversários, Denis Fontes ‘Três Dedos’, de Lagarto, Sergipe, e Eduardo Silva “Maquina da Dor”, de São Paulo, os donos dos cinturões, não conseguiram e ficaram fora do card, que agora terá duas brigas pelo cinturão interino.

“Os lutadores estão bem cientes da responsabilidade. Alguns, como o Dênis Três Dedos e o Eduardo Máquina da Dor, que são os donos dos cinturões em disputa, não perderam o peso, mas os guerreiros estão prontos para o cinturão interino”, disse Wallid Ismail, presidente do Jungle Fight.

Os paraenses Valdileno Maia e Ricardo Coco tiveram problemas físicos e também estão fora do card. Assim, com as saídas, o paraense Antônio “Urubu” Macedo ganha a chance de lutar pelo cinturão interino contra Ivanildo Monstrinho, pela categoria até 57kg, e Wesley Macaco passa a ser o adversário de Vilson Júnior, no mesmo peso. Já na briga pelo cinturão da categoria até 61kg, Francisco Nazareno Figueiredo ficará frente a frente com Manoel Maranhão, da Maranhão Strike Team.

“É uma felicidade ver esse evento aqui em Belém. O Jungle completa 15 anos como organização em 2018. É um evento sério, que tem importante grau na socialização dos atletas, por isso fazemos questão de apoiar. Neste sábado veremos 36 sonhos diferentes”, afirmou Cláudia Moura, secretária de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

A dupla paraense que brigará pelos cinturões defende a equipe da Marajó Brothers, dos irmãos Iuri e Ildemar, que estiveram dando o apoio aos parceiros de treino, assim como Deiveson Daicon Figueiredo, outro atleta do UFC, que é irmão de Francisco.

“Eles sempre estão com a gente. São nossos exemplos e queremos chegar aonde eles chegaram. O público pode espera que darei show para trazer esse cinturão pra Belém”, disse Ivanildo Delfino “Monstrinho”, que lutará pelo cinturão da categoria 57 kg.

Cerca de 800 ingressos foram disponibilizados para venda, com os valores a R$ 50 a arena e R$ 100 a vip. As compras estão sendo feitas nas Centrais Bis Entretenimento e pelo site meubilhete.com. A última vez que o Jungle Fight esteve em Belém foi em dezembro de 2014. O evento é o passaporte para muitos paraenses conseguirem convite no UFC, maior evento de MMA do mundo, como Amanda Lemos, Larissa Pacheco, Iliarde Santos, Michel Trator, Polyana Viana, Deiveson Alcantara, Douglas D’Silva, Ildemar Marajó e, inclusive, Lyoto Machida, que já foi campeão do UFC.

“Acompanho o MMA há uns 15 anos. Nunca vi um atleta paraense não passar pelo Jungle. É o evento que mais valoriza e dá oportunidade aos nossos atletas. Aqui eles estão vindo atrás de um sonho de dar uma melhor condição para suas famílias. Então, esse apoio que o Governo do Estado oferece, através da Seel, proporciona uma socialização muito grande para todo o estado, pois temos muitos atletas vindo do interior”, disse Calilo Kzam, representante das Organizações Romulo Maiorana.

O Jungle Fight 93 será neste sábado (28), com as 17 lutas programadas para serem iniciadas a partir das 20h, no Centro de Convenções da Amazônia – Hangar. Para 2018, outros quatros eventos devem ser realizados em 2018.

CARD COMPLETO:

Jungle Fight 93
Belém, no Pará
Sábado, 28 de abril de 2018

17. Ivanildo Delfino ‘Monstrinho’ (Marajó Brothers/PA) x Antônio Jeferson ‘Urubu’ (Extreme Kombat e Roxo Strike/PA) Cinturão 57kg

16. Francisco Nazareno Figueiredo (Marajó Brothers/PA) x Manoel dos Santos ‘Maranhão’ (Maranhão Strike Team/MA) Cinturão 61kg

15. Gilberto Sousa ‘Cachorro Louco’ (Marajó Brothers/PA) x Wasley da Silva ‘Bebe’ (Carmem Casca Grossa Team e Rickson Atos/PA) 77kg

14. Vladimir Junior ‘Tripa’ (Marajó Brothers/PA) x André Fisher (Cerrado MMA/DF) 77kg

13. Vilson Junior (Hard Fight e Coelho Team/PA) x Wesley Marques ‘Macaco’ (Company Gym/PA) 57kg

12. Antonio de Andrade ‘Escorpião Rei’ (Equipe Hard e Escorpião Fight Team/PA) x Thiago Henrique (Champion Team/PE) 61kg

11. Aryel Rodrigues ‘Blendon Tigre’ (Marajó Brothers/PA) x Maikon da Costa (Carmem Casca Grossa e CT Japa/PA) 70kg

10. Caio de Souza ‘Paturi’ (Carmem Casca Grossa Team e Cesar Campos/PA) x Raimundo Chaves ‘Tubarão’ (Carmem Casca Grossa Team e Rickson Atos/PA) 84kg

9. Kleber Vilar ‘Bekão Marajó’ (Marajó Brothers/PA) x Emerson do Nascimento ‘Baianinho’ (Cova dos Leões – Hard/PA) 61kg

8. Valdiney Viana (Gladiadores Fight Team/PA) x Henrique Sousa ‘Demolidor’ (Demolidor Fight Team) 61kg

7. Jose Filho ‘Cavalo’ (Marajó Brothers/PA) x Anderson Maia ‘Macaco’ (Equipe Rickson/PA) 70kg

6. Rayane Bastos (JB Checkmat e Roxo Strike/PA) x Samara Cunha ‘San’ (Carmem Casca Grossa Team e Formiga Top Team) 57kg

5. Lucas Nunes ‘Marajó’ (Marajó Brothers/PA) x Adriano Costa ‘Tandera’ (NFT/PA) 61kg

4. Wallacy Fonseca ‘Tayson’ (Vinagre Top Team/PA) x Elton Alves (Strong Team/PA) 57kg

3. Joelson do Nascimento ‘Demente’ (JB/PA) x Luann Sardinha ‘Panterinha’ (Carmem Casca Grossa Team/PA) 66kg

2. Bruno Filho ‘Karate’ (Machida/PA) x Wellington Magalhães ‘Junior Cobra’ (Snake Fight/PA) 66kg

1. Marcelo Pontes ‘Leão’ (MP Team/PA) x Arthur Martins (Carmem Casca Grossa e CT Japa/PA) 66kg

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade