Belfort deixa futuro no MMA em aberto e aponta: ‘O objetivo é buscar algo maior’

    Belfort compareceu de roupão no encontro com a imprensa em hotel na Zona Oeste do Rio (Foto Getty Images / UFC)

    Por Mateus Machado e Yago Rédua

    Para não oferecer o “ouro ao bandido”, Vitor Belfort se esquivou das perguntas quanto a estratégia para a luta com Lyoto Machida, no próximo sábado (12), pelo UFC 224, que marca o fim de sua trajetória no Ultimate. Sobre o futuro, se vai seguir lutando ou não em outra organização, o carioca deixou em aberto e revelou que “busca objetivos maiores”.

    “Não é oferecer luta. Eu não estou atrás de luta. Estou em busca de uma jornada. A luta é um momento. Só isso e acabou. Domingo é um outro dia e vocês estarão falando de outro evento. Meu objetivo é buscar algo maior. Se me deixarem promover a ‘Liga das Lendas’, digo que eu revoluciono o mercado. (O Bellator) comprou a minha ideia (risos). (Sobre uma proposta do Bellator para algum GP), eu estou muito focado na abertura das franquias da minha academia. Estou atrás de algo que vá trazer longevidade e não coisas rápidas. Não precisamos mais de eventos (sobre criar um evento para a Liga de Lendas)”, destacou Belfort em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (10), pelo “Media Day” – evento exclusivo para a mídia – do UFC Rio, em atividade onde a TATAME esteve presente.

    O brasileiro ainda comentou mais sobre o encerramento desse ciclo profissional e o carinho dos fãs neste momento de “despedida”. No mais, Belfort também opinou sobre Vinicio Anthony, que já esteve em seu córner, mas que atualmente ajuda no camp de Lyoto. Por fim, o ex-campeão do Ultimate também voltou a pedir uma mudança nos rumos do MMA.

    Confira abaixo a entrevista com Vitor Belfort:

    – Mais valor ao que fez fora do MMA

    Com certeza o que eu fiz fora é (motivo de orgulho). O que eu fiz dentro, são mais de 300 atletas fazendo todo o tempo. Cada vez surgindo mais talentos, essa nova geração. Na realidade, acho que o que você faz fora, tem mais valor, é a minha opinião pelo menos.

    – Relação com Vinicio Anthony

    É uma realidade natural. Ninguém faz uma coisa colocando uma arma na cabeça. E eu respeito a decisão dele. Faz parte da vida. Tem gente que tem certos valores e tem gente que tem outros valores. Eu não tenho que achar nada, pensar nada. A vida é assim. Imagina se os treinadores que me treinaram, não pudessem treinar os outros? Continua a relação. Agora cada um está em um córner. A vantagem é para os dois lados. Isso é luta. Qual o segredo? Vitor é rápido e chuta. Lyoto vai jogar no contra-ataque, será assim.

    – Grande carinho dos fãs brasileiros

    É uma alegria imensa, uma dádiva e uma felicidade enorme poder ter os fãs neste momento. Agora é curtir esse momento e não ficar muito preocupado com o amanhã. O amanhã vai chegar, mas não fiquem preocupados (risos), ainda tem Vitor Belfort.

    – Mudança com a forma do MMA

    Tem muita coisa para mudar, mas a pesagem é uma delas. O mais importante, é a pergunta que eu faço para todo mundo: aqui são atletas, né? Eles ganham para ser atletas? Ou você ganha para ser entretenimento? Ganham para ser entretenimento. Nós somos show business. Nós somos artistas. Acho que os valores das artes marciais têm sido cada vez mais colocados a parte. Precisamos de uma mudança drástica. Se queremos chegar nas Olimpíadas… Primeiro é começar a ler o que as Olimpíadas significam.

    Vale ressaltar que o UFC 224 – ou Rio 9 – está previsto para começar a partir das 19h15 (horário de Brasília) de sábado, com o card principal iniciando às 23h. Todos os detalhes do evento, é claro, você confere aqui na TATAME, através do site e das nossas redes sociais!

    CARD COMPLETO:

    UFC 224
    Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ)
    Sábado, 12 de maio de 2018

    Card principal
    Amanda Nunes x Raquel Pennington
    Ronaldo Jacaré x Kelvin Gastelum
    Mackenzie Dern x Amanda Cooper
    John Lineker x Brian Kelleher
    Vitor Belfort x Lyoto Machida

    Card preliminar
    Cézar Mutante x Karl Roberson
    Alexey Oleynik x Júnior Albini
    Davi Ramos x Nick Hein
    Elizeu Capoeira x Sean Strickland
    Warlley Alves x Sultan Aliev
    Thales Leites x Jack Hermansson
    Alberto Miná x Ramazan Emeev
    Markus Maluko x James Bochnovic

    1 COMENTÁRIO

    1. Qual o peso natural do VB 84 ou 93kg? Eu gostei muito quando o VB ganhou o cinturão logo no início do UFC, tinha físico, era rápido e explosivo. Mas aí apareceu o Couture, estudou o VB e bateu nele. Depois houveram altos e baixos, i é, derrotas e vitórias. Tem derrotas que é difícil digerir como a que ele sofreu do Gastelum, do jacaré e outras, essas as mais recentes que estou lembrando agora. Aí fica a pergunta, será aquele VB do início perderias para esses caras? Agora é fato, o físico do VB mudou muito, hoje parece que ele murchou, tá muito longe daquele VB do início. Uma coisa eu lembro agora, o VB nunca ou pouco usou o seu M.Tay e JJitsu.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome