Mousasi supera Rafael Carvalho e fatura título dos médios no Bellator 200; veja

    Gegard Mousasi se tornou campeão dos médios do Bellator no último mês de maio, em Londres (Foto Bellator)

    Realizado na tarde desta sexta-feira (25), em Londres, na Inglaterra, o histórico Bellator 200 coroou um novo campeão na categoria peso-médio. Ex-lutador do UFC, Gegard Mousasi derrotou Rafael Carvalho por nocaute técnico no primeiro round, com uma atuação dominante. O brasileiro vinha de três defesas de título bem sucedidas e estava invicto no MMA desde 2011. Já Mousasi emplacou seu segundo triunfo consecutivo pelo Bellator, o sétimo seguido em seu cartel.

    Ainda no card principal, lutando em casa, o inglês Michael Page teve mais uma boa atuação e derrotou David Rickels no segundo round, mantendo-se invicto na modalidade, com 13 vitórias. Já Phil Davis, ex-lutador do UFC, superou Linton Vassell por nocaute no terceiro assalto e conquistou seu segundo triunfo seguido no Bellator.

    Mousasi vence Rafael Carvalho e conquista título peso-médio

    Disposto a ganhar o cinturão, Gegard Mousasi procurou adotar uma estratégia ofensiva desde o começo da luta, grudando em Rafael Carvalho na tentativa de queda. O brasileiro chegou a se livrar das ações do ex-UFC, utilizando, inclusive, a kimura para se livrar da pegada do adversário. No entanto, logo em seguida, Mousasi não deu mais nenhum tipo de brecha e colocou o carioca com as costas no solo, estabilizando a montada. Rafael ainda tentou girar, mas o lutador naturalizado holandês travou seu braço e conectou uma série de golpes no ground and pound, forçando a interrupção do árbitro ainda no primeiro round.

    Com o cinturão conquistado no Bellator, juntando-se às conquistas do Strikeforce e do Dream, Mousasi já pensa em seu próximo desafio. Ainda no cage, o atleta desafiou outro ex-lutador do UFC, Rory MacDonald, atual campeão peso-meio-médio. Através das redes sociais, o canadense respondeu de forma positiva ao “pedido” de Gegard.

    “Sei que vocês queriam uma defesa de título minha antes de eu lutar no peso-médio, mas eu contra Gegard Mousasi é a luta a se fazer agora, então vamos fazer acontecer?”, declarou MacDonald.

    Michael Page volta a brilhar e segue invicto no MMA

    Sem lutar no MMA desde 2016, Michael Page retornou à modalidade fazendo a luta co-principal do Bellator 200. Diante de David Rickels, lutando com o apoio da torcida em Londres, o inglês mostrou mais uma vez o seu estilo único de golpes e movimentação. Page, em alguns momentos, até chegou a ser pressionado por seu adversário no centro do cage, mas com boas combinações de golpes, incluindo bons jab’s, uppers e diretos, levou Rickels a knockdown no primeiro round.

    Já no segundo assalto, após um belo chute alto rodado e mais um direto, Michael Page viu seu oponente desistir do combate por conta de um sangramento ocasionado por um corte acima do olho esquerdo, que o impedia de enxergar com precisão. Desta forma, o inglês segue invicto no MMA, agora com 13 vitórias.

    Lutando em casa, Michael Page derrotou David Rickels e segue invicto no MMA, agora com 13 vitórias (Foto: Bellator)

    Phil Davis conquista segunda vitória consecutiva

    Outro ex-UFC em ação no Bellator foi Phil Davis. O americano teve Linton Vassell pela frente no card principal e travou um combate intenso com seu adversário nos dois primeiros rounds. Já no terceiro assalto, o “Mr. Wonderful” nocauteou Vassell após conectar um preciso chute alto, que acertou em cheio o queixo do oponente.

    Outros destaques

    Além de Gegard Mousasi, Michael Page e Phil Davis, o Bellator contou com outros destaques. No card principal, Aaron Chalmers, Mike Shipman e Kate Jackson tiveram boas atuações e derrotaram Ash Griffiths, Carl Noon e Anastasia Yankova, respectivamente. Já o card preliminar contou com os ótimos desempenhos de Jahreau Shepherd, Amir Albazi, Charlie Ward, Anatoly Tokov e Costello Van Steenis, que venceram seus oponentes ainda no primeiro round.

    RESULTADOS COMPLETOS:

    Bellator 200
    Londres, na Inglaterra
    Sexta-feira, 25 de maio de 2018

    Card principal
    Gegard Mousasi derrotou Rafael Carvalho por nocaute técnico no 1R
    Michael Page derrotou David Rickels por finalização (desistência) no 2R
    Aaron Chalmers finalizou Ash Griffiths com uma guilhotina no 1R
    Mike Shipman derrotou Carl Noon por nocaute técnico no 1R
    Kate Jackson derrotou Anastasia Yankova por decisão unânime dos jurados
    Phil Davis derrotou Linton Vassell por nocaute no 3R

    Card preliminar
    Jahreau Shepherd derrotou Marcin Zywica por nocaute técnico no 1R
    Walter Gahadza finalizou Kent Kauppinen com um mata-leão no 2R
    Amir Albazi finalizou Iurie Bejenari com um mata-leão no 1R
    Charlie Leary derrotou Tom Green por nocaute técnico no 2R
    Charlie Ward derrotou Martin Hudson por nocaute técnico no 1R
    Pedro Carvalho derrotou Daniel Crawford por decisão dividida dos jurados
    Anatoly Tokov finalizou Vladimir Filipovic com uma guilhotina no 1R
    Costello Van Steenis derrotou Kevin Fryer por nocaute técnico no 1R
    Mike Ekundayo derrotou Tom Mearns por nocaute técnico no 2R

    3 COMENTÁRIOS

    1. Gegard Mousasi ter conquistado o título em cima da Rafael Carvalho mostra o quanto os lutadores do Bellator estão distantes do nível técnico dos lutadores do UFC, pois Rafael Carvalho vinha se mostrando como um lutador dominante, com três defesas de cinturões dentro do Bellator. Porém, em contra partida, Gegard Mousasi não tinha a menor possibilidade de conquistar o cinturão do UFC. O motivo é claro, o Bellator contrata os lutadores que foram demitidos do UFC, por não conseguirem bons resultados em suas lutas; os que estão prestes a se aposentar, mas que ainda gozam de um certo prestígio junto ao público; e, os que veem uma oportunidade de conquistar um cinturão com lutas fáceis, como é o caso de Gegard Mousasi. O Bellator não passa de uma espécie de segunda divisão do MMA.

      • amigo o Mousasi só saiu do UFC pq não teve acordo financeiro… Ele não foi demitido, preferiu migrar para o Bellator pq pagaram mais… Vinha de 05 vitórias consecutivas no UFC e ao vencer o contrato ele mudou de organização. Ainda assim concordo que o UFC é mais competitivo, mas o Mousasi tem plenas condições de brigar pelo título no UFC…

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome