Em luta equilibrada, Till bate Thompson no UFC Liverpool e segue invicto; confira

    Darren Till segue invicto no MMA, agora com 17 vitórias, sendo cinco pelo Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

    Os torcedores de Liverpool, na Inglaterra, tiveram um alento após a derrota do time da cidade para o Real Madrid, no último sábado (26), na final da Liga dos Campeões. Neste domingo (27), pelo UFC Fight Night 130, bons combates foram protagonizados na Echo Arena, mas a torcida foi ao delírio com Darren Till, lutador da casa, que derrotou Stephen Thompson por decisão unânime em duelo marcado pelo equilíbrio. No co-main event, Neil Magny teve uma atuação consistente e, no primeiro assalto, nocauteou Craig White.

    Ainda pelo card principal, destaque máximo para Cláudio Hannibal. O brasileiro voltou a lutar depois de quatro anos convivendo com sérias lesões e, em grande atuação, finalizou Nordine Taleb ainda no primeiro round. O card também contou com boas vitórias de Arnold Allen, Amirkhani e Darren Stewart, que derrotaram Mads Burnell, Jason Knight e Spicely.

    Till supera Thompson em combate muito equilibrado

    Stephen Thompson e Darren Till protagonizaram um primeiro round bem estudado, baseado na movimentação e sem golpes efetivos. Os dois lutadores procuravam responder a cada golpe que recebiam, sem deixar margens maiores para o adversário. No segundo assalto, após uma leve vantagem para Thompson nos primeiros cinco minutos, Till mostrou uma postura mais ofensiva, conectou mais golpes em relação ao oponente, no entanto, não chegou a desestabilizar o jogo de Stephen, apesar de igualar as ações no placar dos juízes.

    No terceiro round, o combate seguiu bem equilibrado, com ambos estudando bastante as ações. Thompson chegou a conectar dois golpes, que foram bem absorvidos por Till. O inglês, porém, cresceu nos segundos finais ao conectar um soco giratório, mas voltou a sair em desvantagem. Na quarta parcial, o equilíbrio ditou o ritmo mais uma vez e nenhum dos dois pesos-meio-médios conseguia se sobressair em suas respectivas estratégias de luta.

    No quinto e último assalto, Darren Till voltou com um estilo mais agressivo e chegou a derrubar Stephen Thompson com um golpe, mas logo a luta voltou a ficar em pé. A partir disso, os dois voltaram a se movimentar bastante, terminando o confronto de forma bem equilibrada. Após cinco rounds de muita disputa, melhor para Till, que saiu vencedor por decisão unânime e segue invicto no MMA, agora com 17 vitórias, sendo cinco pelo Ultimate.

    Darren Till e Stephen Thompson travaram uma disputa muito equilibrada no main event (Foto Getty Images / UFC)

    Magny vence White e emplaca segunda vitória seguida

    O combate entre Neil Magny e Craig White vinha “morno”, ainda mais pelo fato de o inglês buscar mais o clinch, tornando o confronto “agarrado”. Magny até chegou a levar a luta para o chão, ficou por cima na montada, mas começou a definir a disputa em pé. White estava pressionado contra a grade e, abaixado, buscava derrubar o americano. Aproveitando a posição desfavorável do oponente, Neil Magny aplicou uma joelhada que pegou em cheio no rosto de Craig, que foi ao chão. A partir disso, o americano passou a conectar fortes golpes no ground and pound, que forçaram a interrupção do árbitro ainda no primeiro round. Foi a segunda vitória consecutiva do peso-meio-médio pelo Ultimate.

    Neil Magny utilizou golpes potentes para nocautear Craig White ainda no primeiro round (Foto Getty Images / UFC)

    Hannibal retorna com estilo e finaliza no primeiro round

    No primeiro round, Cláudio Hannibal e Nordine Taleb travaram uma disputa intensa, com destaque para uma bela queda aplicada pelo canadense, que já vinha melhor na luta em pé. Na reta final, todavia, o brasileiro cresceu no combate e conseguiu derrubar seu adversário, estabilizando a posição na montada logo em seguida. Dominante no chão, o Hannibal mostrou sua excelência no Jiu-Jitsu e, com muita técnica, grudou nas costas de Taleb, finalizando o rival com um belo mata-leão. A vitória marca um grande retorno do peso-meio-médio Cláudio ao UFC, após quatro anos convivendo com sérias lesões.

    Cláudio Hannibal teve grande retorno e finalizou Nordine Taleb no primeiro round (Foto Getty Images / UFC)

    Stewart supera Spicely e volta a vencer no Ultimate

    Após um primeiro round de muito equilíbrio, onde Darren Stewart e Eric Spicely não conseguiram mostrar maior superioridade na luta, o segundo assalto foi decisivo para o inglês. Com uma mão pesadíssima e boa técnica nos golpes, Stewart buscou a aproximação e acertou um duro golpe de esquerda no queixo de Spicely, que já caiu desnorteado. Na sequência, Darren só sacramentou o triunfo no ground and pound, saindo vencedor por nocaute técnico e voltando a vencer pelo UFC após três reveses seguidos.

    Darren Stewart conectou bons golpes no ground and pound e venceu Eric Spicely (Foto Getty Images / UFC)

    Tom Breese nocauteia Kelly ainda no primeiro round

    Os dois lutadores adotaram a luta em pé desde o começo. O combate, entretanto, vinha equilibrado, com ambos conectando golpes sem muita precisão na curta distância. Porém, em certo momento, Tom Breese surpreendeu o experiente Daniel Kelly. O inglês resolveu “acelerar” o duelo e, com um bom uppercut, acertou de raspão o olho do australiano, que sentiu bastante o soco e já caiu praticamente em sinal de desistência. Ao árbitro, só restou interromper a luta, declarando a vitória por nocaute a Breese, que se recuperou da derrota para Sean Strickland e conquistou seu quarto triunfo pelo UFC.

    Tom Breese aplicou potente uppercut e nocauteou Daniel Kelly ainda no primeiro round (Foto Getty Images / UFC)
    Robertson tem boa atuação e ‘apaga’ adversária
    Logo no início do combate, Gillian Robertson teve dificuldades na luta em pé e chegou a receber fortes golpes de Molly McCann. Ciente da desvantagem, a canadense tratou de levar o combate para o chão e, no primeiro round, por pouco não finalizou com uma chave de braço. No segundo assalto, Robertson seguiu com sua estratégia na luta de solo e, desta forma, conseguiu a vitória, “apagando” sua oponente ao aplicar um justo mata-leão. Foi o terceiro triunfo consecutivo da peso-mosca “Savage”, o segundo pelo Ultimate.
    Robertson teve ótima atuação e finalizou sua adversária no segundo round em Liverpool (Foto Getty Images / UFC)

    RESULTADOS COMPLETOS:

    UFC Fight Night 130
    Echo Arena, em Liverpool (ING)
    Domingo, 27 de maio de 2018

    Card principal
    Darren Till derrotou Stephen Thompson por decisão unânime dos jurados
    Neil Magny derrotou Craig White por nocaute técnico no 1R
    Arnold Allen finalizou Mads Burnell com uma guilhotina no 3R
    Makwan Amirkhani derrotou Jason Knight por decisão dividida dos jurados
    Cláudio Hannibal finalizou Nordine Taleb com um mata-leão no 1R
    Darren Stewart derrotou Eric Spicely por nocaute técnico no 2R

    Card preliminar
    Tom Breese derrotou Daniel Kelly por nocaute técnico no 1R
    Lina Lansberg derrotou Gina Mazany por decisão unânime dos jurados
    Carlo Pedersoli derrotou Brad Scott por decisão dividida dos jurados
    Gillian Robertson finalizou Molly McCann com um mata-leão no 2R
    Elias Theodorou derrotou Trevor Smith por decisão unânime dos jurados

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome