Bisping anuncia aposentadoria do MMA aos 39 anos: ‘Chegou a minha hora’; veja

    Michael Bisping anunciou sua aposentadoria do MMA na última segunda-feira (Foto Getty Images / UFC)

    Mais um nome importante na história do MMA está se aposentando como lutador. Aos 39 anos, o inglês Michael Bisping anunciou, na última segunda-feira (28), sua saída do esporte, onde se dedicou ao longo dos últimos 14 anos e chegou a ser campeão do UFC.

    Vale ressaltar que a aposentadoria vinha sendo um tema levantado por Bisping desde novembro do ano passado, quando o lutador foi nocauteado por Kelvin Gastelum pouco depois de perder o cinturão peso-médio do Ultimate para Georges St-Pierre. No entanto, esperava-se pelo menos mais uma luta, de despedida. O inglês confirmou sua aposentadoria através do próprio podcast, “Believe You Me”, onde falou sobre a decisão.

    “Então, claro que eu brinquei com isso por um longo tempo, que eu poderia lutar de novo, que não poderia, e infelizmente não é uma luta que estou anunciando. Vou anunciar minha aposentadoria oficial das artes marciais mistas. Chegou a minha hora”, disse o “Conde”.

    Nos bastidores, comenta-se que Bisping tinha planos de se aposentar em 2016, porém, o nocaute sobre Luke Rockhold e a conquista do título dos médios mudaram a rota do inglês que sempre se preocupou com sua integridade física, principalmente após a luta com Vitor Belfort, em 2013, quando a retina do seu olho direito descolou após um chute aplicado pelo brasileiro. Já no combate diante de Gastelum, o outro olho passou a incomodar, e Bisping, que passou a ver “flashes” no olho esquerdo, começou a ficar preocupado com a situação.

    “Percebi que não havia flash… Era só meu olho, e toda vez que olho para a esquerda, ele pisca de forma involuntária, e ainda faz isso quando está escuro. Comecei a surtar com essa situação, pensando: ‘Meu Deus, não acredito nisso, tenho uma retina deslocada no meu olho bom e tenho problemas com meu olho ruim’. Eu estava ficando louco com essa situação”, detalhou Michael Bisping, que teve diagnosticado um descolamento do “vítreo” no olho esquerdo, o que também pode prejudicar sua retina deslocada no olho direito.

    Apesar dos problemas citados, a decisão oficial da aposentadoria veio somente no último domingo (27), segundo afirmou o próprio inglês, ao assistir o filme “Journeyman”, que conta a história de um lutador de Boxe veterano que precisa lidar com problemas físicos e mentais ao fim de sua trajetória como atleta. O longa fez o ex-campeão do UFC pensar.

    “Estava assistindo esse filme ontem à noite e pensei: não vale a pena. Quero dizer, o que mais eu vou fazer? Ganhei o cinturão, conquistei muitas vitórias. Qual é o objetivo de açoitar um cavalo morto? Não que eu seja um cavalo morto, mas qual é o real objetivo disso? Você precisa saber quando se afastar. Tenho quase 40 anos, então essa é a hora. Quero dizer, antes de mais nada, obrigado à minha esposa. Sem ela, não teria acontecido, é um fato. Ela foi incrível a cada passo do caminho. Agradeço também aos meus filhos. Meu pai… Meu pai foi incrível. E claro, todos no Reino Unido e em todo o mundo que me apoiaram. Então, sim, lá vai você. Grande carreira. Obrigado a todos”, concluiu Michael.

    Profissional no MMA desde 2004, Michael Bisping se tornou campeão peso-médio do UFC em 2016, defendeu seu título com sucesso uma vez, diante de Dan Henderson, e encerra sua carreira no MMA com um cartel de 30 vitórias e nove derrotas. Vale ressaltar também outros grandes feitos do lutador no octógono, como o recorde de maior número de triunfos no Ultimate, com 20 vitórias – ao lado de Georges St-Pierre -, e o maior número de lutas dentro da organização, 29 ao todo, juntamente com o também veterano Jim Miller.

    Confira o podcast em que Michael Bisping anuncia o fim de sua carreira:

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome