Equipes de Jiu-Jitsu ‘exaltam’ mudanças nas regras do RISC e atleta do UFC é anunciado para superluta

    Em parceria com a Team Nogueira, atletas da Top Brother se preparam para o RISC (Foto reprodução)

    Por Yago Rédua 

    As principais equipes do Rio de Janeiro começam a esquentar a preparação de olho no RISC, Rio International Submission Cup, que acontece no dia 16 de junho, no tradicional Clube Municipal, na Zona Norte do Rio. Diferente das edições anteriores, neste ano a disputa será sob as regras do Jiu-Jitsu, ao invés da Luta Livre. Tatá Duarte, treinador na TFT, contou sobre essa mudança e a expectativa da sua equipe para o grande evento.

    “Pra nós que somos do Jiu-Jitsu, as regras ficam mais fáceis de conseguirmos lutar, isso facilita bastante. Para a gente esse é um ponto, digamos assim, como uma vantagem, de saber mais sobre as regras. A minha equipe tem a galera que luta o Circuito (Mineirinho), o pessoal da Rocinha, do Centro de Treinamento do (Thiago) Marreta. Eu tenho muitos atletas de MMA, então, vou tentar trazer essa galera, que treina bastante sem quimono, para poder representar bem o Jiu-Jitsu, a nossa academia TFT e, quem sabe, beliscar algum lugar no pódio. Vamos trabalhar forte por isso aí, com certeza”, apontou o treinador.

    Outro importante professor de Jiu-Jitsu que mostrou satisfação com a mudança foi César Guimarães, o “Casquinha”, da Top Brother, que acredita que a alteração seja benéfica para elevar a melhor forma de um atleta da arte suave dentro da competição No-Gi.

    “Acho muito bom nas regras do Jiu-Jitsu, porque as outras edições do RISC foram sob as regras da Luta Livre. Tem algumas coisas que o Jiu-Jitsu tem mais recurso técnico e, com essa regra, você pode nivelar melhor luta de forma mais técnica. Elevar o nível técnico da luta também. A galera está treinando muito. O Francisco de Assis, que vai fazer a superluta (com o Bruno Emília), está treinando muito forte”, projetou o líder da Top Brother.

    Superlutas definidas no RISC

    Após Lênio Fortunato, da Rocinha JJ, se machucar e ter que abandonar a superluta com Leonardo Chocolate, da RFT – Luta Livre, a FJJD-Rio anunciou Luis Henrique KLB como substituto de Lênio. O faixa-preta de Jiu-Jitsu e atleta do UFC vem realizado seus treinamentos na TFT, com o professor Tatá Duarte, que destacou o “confronto de gerações”, mas acredita em uma vitória de KLB, tendo em vista os treinamentos feitos.

    “A luta do (Luis Henrique) KLB com o Chocolate vai ser um duelo de gerações. O KLB é um menino novo, atleta do UFC, é focado no MMA, diferente do Chocolate que luta bastante submission e já abandonou um pouco a parte do MMA. Acredito que o KLB, com a força de vontade dele, com os treinos que ele faz diariamente, ele vai fazer uma grande luta. Se Deus quiser, ele vai conseguir ganhar bem do Chocolate, essa é a nossa intenção e para isso que nós estamos treinando com muita dedicação”, encerrou o professor Tatá Duarte.

    As inscrições para o RISC estão abertas e podem ser feitas através do site da Federação. Vale lembrar que a FJJD-Rio e a CBJJD vão voltar a incluir o evento em seu calendário.

    Superlutas:

    Rodrigo Lopes (Soul Fighters – Jiu-Jitsu ) x Jefferson Pontes (Equipe Infinity – Luta Livre)
    Leonardo Lustosa (GFTeam – Jiu-Jitsu) x Pedro Índio (Rio Fighters – Luta Livre )
    Francisco de Assis (Team Nogueira – Jiu-Jitsu ) x Bruno Emília (Ari Fight – Luta Livre)
    Leonardo Chocolate (RFT – Luta Livre) x Luis Henrique KLB (TFT)

    SERVIÇO:

    RISC – Rio International Submisson Cup

    Data: 16 de junho
    Local: Clube Municipal, Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro
    Inscrições: aqui

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome