Artigo: o que podemos aprender com o Mundial da IBJJF? Veja as lições e aqueça para o evento

    Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF começa nesta quinta e vai até o domingo, nos Estados Unidos (Foto IBJJF)

    * É chegado o momento de mais um Mundial de Jiu-Jitsu organizado pela IBJJF. O evento, que dá o seu pontapé inicial nesta quinta-feira e vai até domingo (3), acontece em Long Beach, na Califórnia (EUA). Para os competidores, é hora de sentir o coração bater mais forte, da boca ficar seca, da sudorese aparecer e outros vários sintomas também.

    Porém, é hora, sobretudo, de pôr em prática todo seu aprendizado, treinamento árduo e estratégia pra atingir o objetivo, que é subir ao pódio e conquistar a tão desejada medalha.

    Confira todos os inscritos para o Mundial da IBJJF, AQUI

    Contudo, é sabido que poucos terão este privilégio da conquista. Mas aí a pergunta ecoa: e os outros competidores que não medalharem? O que eles ganham? Ganham a chance de participar de um dos maiores certames da arte suave, de fazer novos amigos, de aprender que na vida nada vem de graça, mas sim a partir de muita perseverança e foco.

    Mas, acima de tudo, de reconhecer e aceitar que a vida é feita de vitórias e derrotas, de dedicação e de compreensão, para refazer estratégias e voltar a lutar novamente. Afinal, somos brasileiros e não desistimos nunca? É isso, não desistir, recomeçar e se reinventar, talvez sejam as maiores lições que uma competição pode inscrever para um lutador.

    Então, que surjam novos atletas, que venham novas posições e finalizações espetaculares. Que possa renascer em cada um o espírito dos samurais, conduzindo todos os participantes a um aprendizado que os acompanhem durante toda sua vida! Que venha o Mundial!

    * Jorge Felipe Columá é Dr. em Ed. Física, coordenador pedagógico da Team Nogueira e docente da disciplina de praticas pedagógicas em lutas na UNISUAM

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome