Polyana Viana fala sobre próxima luta, elogios de Dana White e afirma: ‘Quero ser uma grande campeã’

Publicado em 28/05/2018 por: Mateus Machado
Polyana Viana fala sobre próxima luta, elogios de Dana White e afirma: ‘Quero ser uma grande campeã’ Polyana Viana terá JJ Aldrich pela frente em sua segunda luta pelo Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

publicidade

Por Mateus Machado e Yago Rédua 

Com um cartel de dez vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional, Polyana Viana estreou no Ultimate em fevereiro deste ano e, com uma ótima atuação, finalizou Maia Stevenson ainda no primeiro round ao aplicar um mata-leão, em luta válida pelo UFC Belém. O grande desempenho da paraense rendeu elogios até de Dana White, presidente da organização, que utilizou suas redes sociais para parabenizar a atleta de 25 anos.

Com a moral em alta após sua boa estreia, Polyana já tem um novo desafio pela frente na franquia. No dia 4 de agosto, pelo UFC 227, a brasileira terá como adversária a americana JJ Aldrich, em duelo que pode impulsionar de vez o seu nome na categoria peso-palha feminino. Em entrevista aos jornalistas durante a semana do UFC Rio, a atleta da TFT falou da expectativa para a luta, o que mudou desde sua primeira luta pelo UFC, elogios, etc.

Confira a entrevista completa com Polyana Viana:

– Adversária definida e expectativa para o confronto

Eu sei que ela (JJ Aldrich) é uma striker, gosta da luta em pé, tem uma mão pesada e que tem tudo para fazer uma ótima luta comigo. Vai ser uma ótima experiência para mim e confio muito no meu jogo para conquistar mais uma vitória. Cheguei a ver o vídeo de uma luta dela, mas ainda não pude analisar muitas coisas. Até o dia da luta, vamos fazer uma boa preparação para chegar muito bem e conquistar mais uma vitória, com certeza.

– Principais mudanças após a sua estreia no Ultimate

Eu já lutava no Jungle Fight, então já tinha dado uma pequena mudada na minha vida, mas o UFC me deu uma grande visibilidade e foi uma grande diferença na minha vida, na questão de reconhecimento dos fãs, da fama, de vir para o Rio de Janeiro para ter uma condição melhor nos treinamentos. Isso é muito gratificante. Eu já tinha um certo reconhecimento do público por lutar no Jungle Fight, mas nada se compara o UFC, então, realmente, tudo mudou ainda mais, e espero que continue mudando para melhor.

– Expectativa de trazer mãe e filho para o Rio de Janeiro

Eu quero trazer, pelo menos, minha mãe e o meu filho para o Rio com o decorrer do tempo. Vou tentar convencer a minha irmã de vir, mas isso eu acho um pouco difícil, então quero levar para o Rio pelo menos essas duas pessoas, porque é muito difícil pra mim estar longe deles, a questão a distância é muito complicada, principalmente com mãe e filho.

– Pressão após ter sido parabenizada por Dana White

Não encaro com uma pressão, não, eu gosto disso (risos). Encaro como algo muito bom e espero poder representar ainda melhor na minha próxima luta. Estou trabalhando firme.

– Foco em evoluir em todas as áreas nos próximos anos

Na verdade, eu quero evoluir em tudo. A questão da evolução é muito importante. Eu quero evoluir meu Jiu-Jitsu, meu Wrestling, eu gosto muito de Boxe, mas o meu Boxe não é muito “legal”, apesar de forte (risos). Quero evoluir em todos os quesitos possíveis para ser uma grande campeã, pois hoje em dia é preciso isso para você chegar ao topo.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade