Usman domina e vence Demian na luta principal, mas brasileiros têm saldo positivo no UFC Chile

Publicado em 20/05/2018 por: Diogo Santarém
Usman domina e vence Demian na luta principal, mas brasileiros têm saldo positivo no UFC Chile Kamaru Usman mostrou ser um forte concorrente ao title shot na divisão dos meio-médios (Foto UFC)

publicidade

O desfecho não foi o esperado, com vitória de Kamaru Usman sobre Demian Maia na luta principal por decisão unânime dos jurados. Porém, o saldo brasileiro no UFC Fight Night 129, realizado neste sábado (19), na estreia da organização no Chile, foi positivo. Dos seis “brazucas” em ação, quatro saíram vitoriosos: Vicente Luque, Michel Trator, Alexandre Pantoja e Poliana Botelho. Felipe Silva, assim como Demian, acabou superado.

Pelo co-main event, um show de Tatiana Suarez, que não teve dificuldades para encaixar um mata-leão em Alexa Grasso e finalizar o combate ainda no primeiro round. Ainda pelo card principal, destaque também para o triunfo de Dominick Reyes sobre Jared Cannonier, por nocaute técnico, no primeiro assalto. Cirúrgico, Reyes mandou Cannonier à lona, somou sua nona vitória no MMA e de quebra se manteve invicto como profissional.

Usman domina Demian e vence no Chile

Como era esperado, Demian Maia buscou o jogo de chão, enquanto Kamaru defendia as investidas do brasileiro a todo custo, mostrando estar com seus treinos de sprawl em dia. No primeiro round, porém, o faixa-preta de Jiu-Jitsu foi superior, algo que iria mudar.

A partir do segundo assalto, Usman impôs pressão e não deu espaços para Demian, que aos 40 anos de idade, já não apresenta o mesmo gás. Mesmo assim, o brasileiro sobrevivia e buscava sempre que podia – sem sucesso – as pernas do nigeriano, tentando a queda.

Mais inteiro, Usman apenas controlou o jogo, golpeou Demian – conseguindo inclusive um knockdown – e aguardou o término dos cinco rounds para ser declarado vencedor por decisão unânime dos jurados. Agora, o nigeriano soma oito triunfos em oito combates na divisão dos meio-médios, e avisou que vai em busca do título em entrevista pós-luta.

Tatiana finaliza e segue invicta no MMA

Pelo co-main event em Santiago, capital do Chile, Tatiana Suarez não teve dificuldades para superar Alexa Grasso. Após pegar as costas da mexicana, Suarez ajustou a posição e partiu para o mata-leão, forçando os três tapinhas da adversária ainda no primeiro round.

O resultado mantém Tatiana invicta no MMA, agora com seis vitórias em seis lutas, e deve impulsioná-la na divisão dos palhas. Grasso, por sua vez, conheceu seu segundo revés.

Com origem chilena, Luque deu show e foi bastante aplaudido pelo público na arena (Foto Getty Images / UFC)

Vicente Luque nocauteia no round inicial

O combate entre Vicente Luque e Chad Laprise prometia equilíbrio na abertura do card principal, e foi assim durante os primeiros minutos, com bons momentos de ambos. Porém, no fim do round inicial, o brasileiro acertou um soco de esquerda que desmontou Laprise. Bastou, então, apenas concluir o trabalho no ground and pound até o árbitro interceder.

Com a vitória por nocaute, Luque chega a dois triunfos seguidos no peso-meio-médio e se reaproxima do pelotão da frente da categoria, que tem Tyron Woodley como campeão. O canadense Laprise, por sua vez, viu a sequência de três vitórias consecutivas ser quebrada.

Claudio Puelles tirou uma chave de joelho da cartola para surpreender o brasileiro Felipe Silva (Foto Getty Images / UFC)

Brasileiros fazem 3 a 1 no card preliminar

O card preliminar começou com fortes emoções e um bom aproveitamento dos brasileiros no UFC Chile. De quatro representantes da bandeira verde e amarela em ação, três saíram vitoriosos: Michel Trator, Alexandre Pantoja e Poliana Botelho. O único revés ficou por conta de Felipe Silva, que após dominar os três rounds contra Claudio Puelles na luta em pé, acabou surpreendido pelo peruano nos últimos minutos do combate e, em uma grande reviravolta, acabou finalizado com uma chave de joelho bem justa de Puelles.

Estreando no peso-meio-médio após ser “forçado” pelo Ultimate a subir de divisão, Michel Trator mostrou a que veio e emplacou sua sétima vitória seguida na organização. É certo que Zak Cummings deu trabalho, apostando nos chutes e na sua maior envergadura. Entretanto, o brasileiro soube conter o ímpeto do adversário e, com um bom jogo de chão e jabs afiados, foi declarado vencedor por decisão dividida dos jurados após três rounds.

Promessa da Nova União, Poliana somou mais um triunfo e foi um dos destaques do card (Foto Getty Images / UFC)

Alexandre Pantoja também venceu na decisão dos jurados, mas por unanimidade após dominar os três rounds do combate contra Brandon Moreno. Um knockdown logo no início ajudou o brasileiro, que castigou Moreno e só não terminou a luta por conta do término do assalto. Nos dois rounds seguintes, com o mexicano bastante desgastado, coube a Pantoja apenas controlar o gás e se recuperar da derrota para Dustin Ortiz, sofrida em janeiro.

Um dos grandes destaques do card preliminar, Poliana Botelho precisou de apenas 33 segundos para despachar a japonesa Syuri Kondo. Avassaladora, brasileira acertou um chutaço na costela de Kondo, que sentiu, e na sequência castigou no ground and pound até a interrupção do árbitro. Vitória por nocaute técnico e muita comemoração por parte da jovem atleta da Nova União, que já pediu uma nova luta em entrevista ainda no octógono.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 129
Santiago, no Chile
Sábado, 19 de maio de 2018

Card principal
Kamaru Usman derrotou Demian Maia por decisão unânime dos jurados
Tatiana Suarez finalizou Alexa Grasso com um mata-leão no 1R
Dominick Reyes derrotou Jared Cannonier por nocaute técnico no 1R
Guido Cannetti derrotou Diego Rivas por decisão unânime dos jurados
Andrea Lee derrotou Veronica Macedo por decisão unânime dos jurados
Vicente Luque derrotou Chad Laprise por nocaute no 1R

Card preliminar
Michel Trator derrotou Zak Cummings por decisão dividida dos jurados
Alexandre Pantoja derrotou Brandon Moreno por decisão unânime dos jurados
Poliana Botelho derrotou Syuri Kondo por nocaute técnico no 1R
Gabriel Benítez derrotou Humberto Bandenay por nocaute no 1R
Enrique Barzola derrotou Brandon Davis por decisão unânime dos jurados
Frankie Saenz derrotou Henry Briones por decisão unânime dos jurados
Claudio Puelles finalizou Felipe Silva com uma chave de joelho no 3R

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade