Brasileiro da CBJJD tem finalização de lutadora do UFC, corrida pelo ranking e celebração da arte suave

    Polyana Viana brilhou no Brasileiro da CBJJD e conquistou a vitória em uma superluta (Foto Click Art'suave)

    Por Yago Rédua

    Um dos eventos mais esperados do calendário da FJJD-Rio / CBJJD aconteceu no último sábado (7), no Clube Municipal, na Tijuca (RJ): o Campeonato Brasileiro. O ginásio ficou lotado e o público foi presenteado com um Jiu-Jitsu de qualidade. Atletas de diversos estados, superlutas, corrida pelo ranking e o tradicional Festival Kids abrilhantaram a festa.

    Confira todos os campeões do Brasileiro da CBJJD, aqui

    Nas superlutas entre estados, Polyana Viana, atleta do Ultimate – que encara JJ Aldrich no próximo dia 4, pelo UFC 227 -, resolveu testar a “adrenalina” no Brasileiro da CBJJD. A faixa-roxa mostrou toda a qualidade que tem no seu jogo de chão, fez ótimas transições e venceu o confronto contra a dura Andressa Costa, da Soul Fighters, com uma finalização.

    “Então, é para ir acostumando com a adrenalina, que é sempre a mesma, dos campeonatos e MMA. Eu quis me testar um pouco para ver se a adrenalina está em dia, porque tem um tempo que eu lutei (fevereiro, no UFC Belém). Essa é a segunda vez que eu venho aqui (Circuito Mineirinho Brasil Open), tinha até falado que com uma amiga, que esse é o campeonato que eu venho e tem mais gente. Tem torcida, competidor… As competições que eu tenho ido ultimamente, têm pouca gente. Tenho sim (vontade de competir no Mineirinho). Eu ia lutar na categoria, mas o meu professor não deixou, por causa da luta (do UFC) que falta cerca de um mês, porque eu iria fazer várias lutas e poderia me machucar em uma delas. Ele deixou só a superluta”, revelou a lutadora.

    Quem também venceu na superluta e com finalização, aplicando o arco e flecha, foi Vagner Luiz. O casca-grossa da Infight superou Sílvio dos Santos, da equipe Nova União, do Mato Grosso do Sul. Após o triunfo, o lutador comemorou o momento especial da carreira e destacou a presença dos alunos e do seu próprio mestre torcendo no Clube Municipal.

    “É a primeira vez que eu participei desse desafio, fiquei amarradão. Muito irado ter o apoio da minha torcida, da minha equipe. Meus alunos vieram assistir a minha luta, até meu mestre. Foi muito legal. Ainda mais que eu sai com a vitória. O melhor de tudo. Então, foi mais o menos isso (conheceu as características do adversário na hora). O meu mestre falou: ‘Você nunca lutou com ele, toma cuidado. Se ele fizer pegada, presta atenção, porque pode ser judoca’. Eu nunca tinha lutado com ele… Quando ele deu um mole, fiz o meu jogo e puxei para a meia-guarda. Depois foi só trabalhar”, comentou Vagner Luiz.

    Já no confronto entre Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, o carioca Fernando Valle bateu o gaúcho Willian Duarte por 11 a 0 nos pontos, após atuação dominante no confronto.

    Carioca, Fernando Valle derrotou o gaúcho Willian Duarte em outra superluta (Foto Click Art’suave)

    Davi Fidélis leva ouro duplo no master

    Na almejada corrida por uma passagem para o World Pro, em Abu Dhabi (UAE), Davi Fidélis brilhou em mais uma etapa do Circuito Mineirinho Brasil Open. O representante da Pitbull Teresópolis levou o ouro duplo na faixa-preta master 1 e exaltou o campeonato.

    “Primeiramente, quero agradecer a Deus por essa conquista de ouro duplo. Foram lutas duras, um total de seis lutas, com três na categoria e três no absoluto. Os atletas são de alto nível, com um desempenho muito bom, e a galera está toda empenhada e lutando bastante. Estou feliz de estar nesta disputa, é o quinto evento que eu ganho. Tenho treinado bastante para isso. Com essa minha quinta vitória, acho que vou chegar próximo da passagem para lutar o World Pro em Abu Dhabi. Estou muito feliz e acredito que o meu desempenho seja cada vez melhor. A organização do evento está impecável, a CBJJD tem desempenhado um bom papel e feito um evento de alto nível. A estrutura bem organizada, a galera fazendo o cronograma bater certinho, tudo nos conformes”, analisou Davi Fidélis.

    Seleção do Mato Grosso do Sul é destaque

    A delegação do Mato Grosso do Sul teve um excelente desempenho no Brasileiro da CBJJD. Dos 41 representantes do estado, 34 voltaram com medalhas, sendo 15 de ouro. Uma performance que animou o presidente da FSMJJ, Fábio Rocha, com o Brasileiro Centro-Oeste vindo por aí, que também será organizado pela CBJJD, nos dias 25 e 26 de agosto.

    “A Seleção Mato Grosso do Sul foi formada pelos 41 melhores atletas do ranking em 2018 da FSMJJ. O desempenho foi excelente, analisando o resultado de 15 medalhas de ouro, dez de prata e nove de bronze. Com o resultado, a Seleção do Mato Grosso do Sul obteve a quarta colocação na classificação geral adulto/master. Os atletas já voltaram falando que o próximo (Brasileiro Centro-Oeste) será em nossa casa dias 25 e 26 de agosto. Os atletas e as equipes estão muito motivados para o Brasileiro Centro-Oeste”, apontou o presidente.

    Festival Kids anima crianças e os pais

    Com uma série de brincadeiras e atividades lúdicas, comandadas por Maurício Abreu, faixa-preta e professor de Jiu-Jitsu, aconteceu o Festival Kids. O evento tem se tornado cada vez mais tradicional e esperado por inúmeras crianças que se divertem nos tatames da CBJJD.

    Festival Kids do Campeonato Brasileiro CBJJD #cbjjd #fjjdrio #campeonatobrasileiro #kids

    Uma publicação compartilhada por FJJD-RIO (@fjjdrio) em

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome