Campeão dos médios, Robert Whittaker revela lesões e confirma retorno apenas em 2019; saiba

    Robert Whittaker falou sobre o que ocasionou sua saída do UFC 234 (Foto Getty Images / UFC)

    Atual campeão peso-médio do Ultimate, Robert Whittaker, recentemente, foi anunciado como um dos treinadores da 28ª temporada do reality show The Ultimate Fighter (TUF), junto com Kelvin Gastelum. Desta forma, a tendência é que os lutadores se enfrentem pelo título da divisão, no entanto, o neozelandês naturalizado australiano já deu indícios de que sua próxima defesa de cinturão não acontecerá mais este ano, como era esperado.

    Vindo de vitória sobre Yoel Romero por decisão dividida no UFC 225, que aconteceu em junho deste ano, Whittaker revelou, em entrevista ao podcast “Ariel Helwani’s MMA Show”, que fraturou suas duas mãos, sendo que quebrou a mão direita e sofreu um problema no ligamento da mão esquerda, o que faz com que o seu retorno só aconteça em 2019.

    “Eu nem comecei o processo de recuperação ainda. Estou apenas esperando melhorar antes de colocar uma placa e alguns pontos (na mão direita). Devo voltar em fevereiro do ano que vem. Não estou preocupado em algum problema no meu desempenho. Não alcancei o ápice do meu potencial ainda. Esta luta irá me moldar a minha abordagem de como devo lutar a partir de agora. Acho que todo mundo tem que ter a coragem testada em uma luta dura, e esse foi o meu teste”, garantiu o campeão do peso-médio.

    Com 27 anos e um cartel de 20 vitórias e quatro derrotas no MMA, Robert Whittaker vem de incríveis nove vitórias consecutivas pelo Ultimate. O australiano está com o cinturão dos médios desde que o canadense Georges St-Pierre deixou o título linear da divisão vago.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome