Patrício Pitbull aponta novo desafiante ao título e diz: ‘Ninguém fez o que eu fiz’

    Patrício Pitbull analisou próximos passos e sua história no Bellator (Foto: Bellator MMA)

    Por Mateus Machado

    Atual campeão peso-pena do Bellator, Patrício Pitbull defendeu seu título com sucesso no último dia 14 de julho, ao vencer Daniel Weichel por decisão dividida no Bellator 203, realizado em Roma, na Itália. Com 27 vitórias, sendo 15 delas pela organização, o brasileiro deseja uma renovação em sua categoria em busca de novos desafios.

    Com 31 anos, Patrício já possui uma história vitoriosa no Bellator, no entanto, segue motivado para seguir sua trajetória. Prova disso é o seu conhecimento a respeito de novos lutadores que vêm surgindo na divisão dos penas. Em entrevista à TATAME, Pitbull revelou que seu próximo oponente deve ser Emmanuel Sanchez, no entanto, listou outros atletas que pode enfrentar futuramente.

    “Todos os lutadores que estão em potencial para me enfrentar futuramente, eu estou de olho. Eu não tenho um nome específico para lutar. Eu já limpei a categoria várias vezes e estou aguardando novos desafios. Emmanuel Sanchez é um cara que está vindo bem na divisão e que nunca enfrentei, então chega de revanches, vamos pegar esses caras novos agora e começar a bater. Está chegando o James Gallagher, A.J. McKee, Aaron Pico também está vindo bem na categoria. Estreou com derrotas, mas vem de vitórias expressivas”, disse o lutador.

    Confira a entrevista completa com Patrício Pitbull:

    – Análise da vitória contra Weichel

    Foi uma luta dura, eu queria ter nocauteado ele no segundo round. Acho que todas as vezes que ataquei, eu cheguei próximo de terminar com a luta, então foram várias vezes. Me surpreendeu a decisão do árbitro de ter dado decisão dividida, até o presidente do Bellator falou que não foi dividida, que foi uma vitória clara minha, eu também achei isso. Ele não teve quase nenhum golpe significativo na luta, a não ser a tentativa de finalização no terceiro assalto, que seria o único round que eu, talvez, daria para ele. Então, a única coisa que me surpreendeu foi isso, o fato da vitória ter vindo na decisão dividida. O resto foi mais ou menos como planejamos. Lógico que adoraria terminar a luta no segundo round, quase conseguimos, mas ganhamos bem.

    – História dentro do Bellator

    Eu sou o recordista de GPs, eu fui o cara que mais vezes chegou às finais dos GPs do Bellator. Acredito que sou o lutador mais antigo, na minha categoria, se não me engano, fui eu que finalizei e nocauteei mais. Agora, eu empatei com o Michael Chandler com o maior número de vitórias na história do Bellator, então eu devo ser o maior recordista do evento. Para mim, é um saldo muito positivo. Há oito anos que eu luto na organização, foram poucas derrotas e todas elas foram por decisão. Uma foi para Daniel Straus, onde vendi a derrota de forma bem cara, na outra (contra Ben Henderson), eu fraturei a perna, então eu nem conto, porque eu estava vencendo antes da lesão. É um saldo muito positivo, acredito que ninguém fez o que eu fiz.

    – Emmanuel Sanchez como próximo desafiante?

    Acredito que, por uma questão natural, eu devo enfrentar agora o Emmanuel Sanchez. Ele vem de vitórias expressivas, finalizou o Daniel Straus na última luta, fez um cara duro parecer fácil. Ele é um cara que me lembra o Tony Ferguson, mas eu vou pará-lo. Ele pula demais, vou bater nele e vou frear ele na categoria. Ele não vai me vencer de jeito nenhum.

    – Lutadores que podem desafiá-lo futuramente

    Todos os lutadores que estão em potencial para me enfrentar futuramente, eu estou de olho. Eu não tenho um nome específico para lutar. Eu já limpei a categoria várias vezes e estou aguardando novos desafios. Emmanuel Sanchez é um cara que está vindo bem na divisão e que nunca enfrentei, então chega de revanches, vamos pegar esses caras novos agora e começar a bater. Está chegando o James Gallagher, A.J. McKee, Aaron Pico também está vindo bem na categoria. Estreou com derrotas, mas vem de vitórias expressivas. É um cara bom, fala pouco e trabalha muito, e acredito que vai chegar na disputa de título também. Vamos ver o que vai acontecer.

    – Futuro dentro do Bellator

    O futuro a Deus pertence, eu não fecho os meus olhos para nada, até porque o mercado é muito instável. Tínhamos o PRIDE, que dominava o mercado e de repente o UFC surgiu e dominou. O Bellator é uma organização nova, está só há 10 anos no mercado e já fez muita coisa. Hoje em dia, tem uma plataforma gigantesca, incomoda e é concorrente direto do UFC. Não sei o que vai acontecer, mas em alguns aspectos, o Bellator já superou o UFC. Temos que aguardar o que vai acontecer no futuro, se estaremos satisfeitos com os rumos que podem acontecer, então temos que viver um dia após o outro.

    WE WON! Thank you everyone from @pitbullbrothers and those who helped me directly and indirectly. Also to all my family. I had the great opportunity of having my son and wife watching me live once again and my brother as always in my corner and it was very satisfying. Congratulations to @daniel_weichel on a great performance, it was a very tough fight and you showed once again you are one of the top fighters in this weigh class. It made this victory very meaningful. Thank you @bellatormma for the experience, Rome was amazing! If the show in the Colosseum happens, I wanna be part of it! Thank you @mikekogan for everything you do for me and my brother. To all those who believe in me: the belt remains ours! AAAAAND STIIIIILLLLL!!!!!! #andstill #pitbullbrothers #bellatorrome #bellatormma #bellatornation VENCEMOS! Obrigado a todos que fazem parte da @pitbullbrothers e àqueles que me ajudam direta ou indiretamente. Também a minha família. Tive a grande oportunidade de ter meu filho e minha esposa mais uma vez assistindo ao vivo e meu irmão como sempre no meu corner e isso foi muito gratificante. Parabéns a @daniel_weichel pela performance, me deu uma luta muito dura e mostrou novamente ser um dos tops da categoria. Mais uma vitória que tenho com muito valor. Obrigado @bellatormma pela experiência, Roma foi incrível! Se o evento no Coliseu for acontecer, quero fazer parte dele! Obrigado @mikekogan por tudo que faz por mim e meu irmão. A todos que acreditam em mim: o cinturão continua nosso! ?? Amigos do Brasil, a @foxsportsbrasil passará meu combate no Fox Sports 2 à partir da meia noite. Fiquem ligados!

    Uma publicação compartilhada por Patricio Freire Official (@patriciopitbull) em

    – Análises dos momentos de Patricky Pitbull e Leandro Higo

    Patricky é um cara que ‘matou’ todos os ex-UFC que enfrentou, o único que ele não nocauteou foi o Ben Henderson. É uma das estrelas do Bellator, está empatado com o Douglas Lima com o maior número de nocautes. Ele está em uma situação mais confortável. O Leandro Higo perdeu para o Dudu Dantas por pontos na disputa de cinturão e agora perdeu para o Darrion Caldwell, também em disputa de título. É um lutador bom, mas a gente não pode afirmar que ele está seguro, eu não sei se está. Mas ele é um cara que, com certeza, fará mais lutas e vai brilhar na organização. É o cara que eu mais vejo treinar, é o cara mais esforçado que eu conheço, eu até peço para ele treinar menos. Falta de treino não é, falta de dedicação também não, então vamos levá-lo novamente para o caminho das vitórias, com certeza. Tem muito lutador da categoria que corre do Leandro, não quer pegar a luta, nem responde o desafio. James Gallagher é um, que vestiu meu cinturão, baixou de categoria e o Leandro desafiou ele várias vezes, mas o cara não chegou a responder. Teoricamente, o Leandro é sempre favorito, só perdeu para os campeões, acredito que ele não perde mais para ninguém. Em futuras lutas contra campeões, eu boto fé nele. É um cara muito centrado, que sabe o que quer.

    1 COMENTÁRIO

    1. Sem dúvida, o Patrício Pitbull é o melhor da segunda divisão do MMA, o Bellator, mas ele não teria a mínima chance no UFC. Quando estiver perto de se aposentar poderá ir lutar no Jungle Fight!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome