Junior Cigano exalta vitória no UFC Boise e mira trilogia com Miocic: ‘Seria muito bem-vinda’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 16/07/2018
Junior Cigano exalta vitória no UFC Boise e mira trilogia com Miocic: ‘Seria muito bem-vinda’ Ex-campeão, Cigano voltou a vencer no Ultimate e quer uma revanche com Miocic (Foto Getty Images / UFC)

publicidade

Após ficar mais de um ano sem subir no octógono, por conta de um teste positivo em  exame antidoping da USADA e a comprovação da inocência só mais tarde por causa de suplementos contaminados, Junior Cigano voltou a ação no último sábado (14). O ex-campeão dos pesados fez o main event do UFC Boise contra Blagoy Ivanov e venceu por decisão unânime dos jurados. Na coletiva de imprensa, Cigano não conteve a felicidade.

“Todas as coisas negativas somem quando você vence. Graças a Deus eu consegui vencer. Tive que ter muito cuidado, porque ele é canhoto. Com caras assim você não pode soltar muitos jabs. Eu soltei porque achei a distância certa, mas sempre que se solta jabs contra canhotos eles contra-atacam em cima dos jabs, e foi o que ele fez. Alguns golpes me acertaram em cheio, mas me senti bem na luta em pé. Para ser sincero, eu esperava um pouco mais de luta agarrada, já que ele vem do Sambo. Foi surpreendente que não tenha acontecido, mas tudo bem. Ele jogou algumas bombas contra mim – meu rosto mostra isso -, mas eu estava com muita saudade disso aqui. Não dos hematomas (risos), mas do ambiente da luta. Agora eu preciso de tempo para me recuperar, entrar novamente em forma e partir para o topo de divisão. Vou descansar agora, e na volta vou treinar para lutar o máximo possível. Tenho só 34 anos de idade, ainda posso lutar bastante”, disse Cigano, que mesmo com a “falta de ritmo”, contou que se sentiu bem no confronto.

“Eu me senti um pouco estranho. Sempre disse que o ritmo de uma luta é diferente do ritmo dos treinos. Para ganhar ritmo de luta, você precisa lutar. Fiquei novamente um ano parado, e isso tirou um pouco do meu ritmo de luta. Enfrentei um cara muito duro como Blagoy Ivanov, com apenas uma derrota na carreira, e consegui ter uma boa performance. Estou feliz. Vou melhorar na próxima luta. Às vezes, quando os fãs não gostam da luta, você quer dar a eles o que eles querem, mas nem sempre conseguimos fazer todos felizes. Eu estou feliz e espero que as pessoas que torcem por mim também estejam”, garantiu.

Sobre o seu próximo passo no UFC, o lutador de 34 anos contou que vai conversar com a equipe. Contudo, Cigano projetou uma trilogia com Stipe Miocic – cada um venceu uma luta até agora – para saber quem será o próximo desafiante ao cinturão, tendo em vista o provável confronto entre Daniel Cormier, novo campeão dos pesados, e Brock Lesnar.

“No momento ainda não sei qual será meu próximo passo, mas tem muita coisa interessante acontecendo na divisão dos pesados. Uma revanche contra Miocic seria bem-vinda. Acho que seria uma boa luta, que eu quero fazer porque acho que ambos merecemos – e acredito que o vencedor da trilogia será o próximo desafiante ao cinturão. Stipe era o campeão e perdeu o cinturão com um soco. Essa é a divisão dos pesos-pesados. Às vezes, quando um golpe acerta o seu queixo, acabou. Vamos ter que esperar um pouco agora, porque Brock Lesnar e Daniel Cormier vão se enfrentar. Acho que podemos fazer essa luta (eu e Miocic), e o vencedor disputa o cinturão. Vou me reunir com a minha equipe e muito em breve todos saberão o que faremos”, encerrou o brasileiro.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade