Parque Olímpico da Barra (RJ) recebe Brasileiro Adulto e Master de Taekwondo neste final de semana

Arena Carioca 1, na Barra da Tijuca (RJ), será o palco do Master de Taekwondo (Foto divulgação)

Titulares da seleção brasileira de Taekwondo, a exemplo de Leonor Dias, Nivea Barros e Valeria Rodrigues, vão marcar presença neste fim de semana no Parque Olímpico da Barra (RJ). A Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) está abrindo a Arena Carioca 1 para receber nos dias 11 e 12 o Campeonato Brasileiro Adulto e Master de Taekwondo.

A expectativa é de mais medalhas, já que em março deste ano, a modalidade alcançou nada menos que dez delas no Aberto da Espanha de Taekwondo, realizado na cidade de Alicante. Para prestigiar o evento, que tem início ambos os dias, às 9h, o visitante precisa levar apenas 1kg de alimento não perecível, a ser doado para uma instituição de caridade indicada pela autarquia. Praça de food trucks e brinquedos infantis fazem parte da festa.

O evento reunirá 281 atletas das categorias adulto e master, provenientes de todas as regiões do país. Na ocasião, serão realizadas cerca de 140 lutas, em três quadras utilizadas nos Jogos Olímpicos. O campeonato marca a volta da modalidade ao Parque Olímpico após dois anos do “evento teste Olímpico – Rio 2016”, em fevereiro daquele ano. Os vencedores vão pontuar no ranking nacional, sendo que o primeiro colocado vai garantir 20 pontos, enquanto o vice-campeão sairá com outros 12 no ranking e o terceiro com 7,2 pontos.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), Alberto Cavalcante, o retorno ao palco dos Jogos corrobora para o fortalecimento da modalidade no Brasil.

“A realização do Campeonato na Arena 1 é um acontecimento muito importante para a gente. O Taekwondo voltará ao parque após dois anos e, com certeza, faremos um grande evento, com um nível técnico elevado. Nosso esporte vive um período de alta ascensão e poder realizar um evento nacional, utilizando o legado olímpico, uma estrutura fantástica como essa, será de grande auxílio para dar continuidade a este projeto”, destacou Alberto.

Já para o presidente da AGLO, Paulo Márcio Dias Mello, o esporte vem à agregar valor ao legado, que desde a criação da autarquia, ainda não tinha sediado um evento de alto nível.

“A gente não tinha recebido competição de Taekwondo aqui nas nossas estruturas. E essas modalidades olímpicas precisam desse espaço para fortalecer o esporte, de modo que possam construir uma campanha sólida e pauta em boa estrutura, com vistas ao próximo ciclo olímpico em Tóquio, que é o nosso próximo objetivo”, justificou o presidente Mello.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Seu nome