Dana nega fim do TUF e manda recado para GSP: ‘Escolha uma divisão’; entenda

Publicidade

Antes considerado uma fórmula de sucesso do UFC, o reality show “The Ultimate Fighter” – que já teve edições realizadas no Brasil – vem perdendo sua aprovação entre o público, que pede por mudanças e uma reestruturação no TUF, que terá sua próxima temporada, a 28ª, com o campeão peso-médio Robert Whittaker e Kelvin Gastelum como os treinadores.

Em coletiva de imprensa realizada após a oitava semana da segunda temporada do “Dana White’s Tuesday Night Contender Series”, reality show comandado por Dana White, o presidente do UFC foi questionado sobre a continuidade do TUF para os próximos anos. O “Big Boss” confirmou que o programa seguirá no ar, todavia, admitiu que ele será reduzido.

“O TUF vai continuar. Ainda há muito mercado para o The Ultimate Fighter. Está indo bem. As pessoas olham apenas para o valor do show, que agora gira em torno de US$ 600 mil, mas esse era o valor inicial. Com pay-per-view e tudo mais, os números são muito maiores. Nas últimas temporadas, o TUF teve uma média de 1 milhão de espectadores. É muita gente. Continua sendo um grande show, uma grande marca a que iremos dar continuidade. Provavelmente com apenas uma edição por ano, ao invés de duas”, afirmou.

Resposta a St-Pierre

Na mesma entrevista, Dana aproveitou para responder Georges St-Pierre, ex-campeão das categorias meio-médio e médio do UFC. O canadense, recentemente, afirmou estar interessado em enfrentar o vencedor do confronto entre Khabib Nurmagomedov e Conor McGregor pelo título da divisão dos leves. O chefão do Ultimate, no entanto, tratou de frustrar os planos de GSP, citando que o lutador já abriu mão de títulos outras vezes.

“Isso, provavelmente, não vai acontecer. Ele desistiu do cinturão dos meio-médios. Ele desistiu do cinturão dos médios. Quero dizer, não! Escolha uma divisão”, disparou Dana.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade