Embalado por vitórias, Bruno Carioca destaca evolução para novo desafio em GP dos Médios da PFL; confira

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 16/08/2018
Embalado por vitórias, Bruno Carioca destaca evolução para novo desafio em GP dos Médios da PFL; confira Vindo de três vitórias, sendo duas na PFL, Bruno Carioca entra em ação nesta quinta-feira, dia 16 (Foto PFL)

publicidade

Pouco mais de um mês após estrear com vitória no GP dos Médios da PFL (Professional Fighters League), Bruno Carioca retorna ao cage nesta quinta-feira (16), em busca de mais um triunfo e da classificação para os playoffs da competição. O brasileiro tem pela frente o experiente John Howard na última rodada de classificação. O embate é válido pela PFL 6, em Nova Jersey, Estados Unidos, com transmissão, ao vivo, a partir das 20h (horário de Brasília) através do Facebook do evento (facebook.com/profightleague).

Bruno Carioca estreou no GP superando Sadibou Sy no início de julho, em vitória por decisão unânime dos juízes laterais. Howard, por sua vez, finalizou Gasan Umalatov no segundo round do combate. O triunfo rendeu cinco pontos para o norte-americano e a vice-liderança na tabela de classificação da competição. Já a vitória por unanimidade deu três pontos ao brasileiro, que ocupa a quinta colocação na corrida para a fase final. Os oito melhores avançam aos playoffs e seguem na busca pelo grande prêmio de US$ 1 milhão.

Para a luta decisiva no torneio – ciente da importância de uma nova vitória -, Carioca buscou a evolução em seu jogo para bater Howard e seguir no sonho do título. “Estou com as maiores e melhores expectativas. Estou treinando muito, sentindo minha evolução dia após dia. Tem sido muito prazeroso lutar nesse GP, isso tem me entusiasmado bastante, e sigo evoluindo luta a luta. Todos poderão assistir essa evolução dentro do cage”, avisou.

Carioca tem pela frente um adversário que, assim como ele, registra passagem pelo UFC. Entre 2013 e 2014, o hoje representante da equipe MMA Masters competiu no octógono do Ultimate, enquanto o norte-americano permaneceu no plantel de atletas da organização até 2015. A experiência é maior para o adversário, mas o brasileiro enxerga pontos positivos na grande diferença em número de lutas entre eles, 39 contra 19 a favor de Howard.

“Ele tem quatro anos a mais do que eu (Bruno tem 31 atualmente), então é natural que ele seja mais experiente. Estou evoluindo como lutador em todas as partes, incluindo o preparo físico. Ele lutou mais, é um cara rodado, mas acredito que eu tenha a vantagem do vigor físico, na explosão, fatores que podem ser decisivos para essa luta”, analisou Carioca.

O curto período entre as lutas da competição não intimida Bruno Carioca, que aproveita o estilo do torneio como motivação extra. À vontade competindo na organização, o brasileiro defende também sua invencibilidade pela PFL. São duas lutas até o momento, com duas vitórias. “Lutar essa competição é motivador, estou me sentido muito feliz assim. Isso é importante para a cabeça, faz com que você lute com mais confiança. Não quero errar em nada nesse GP. Estou trabalhando muito para chegar longe na competição, e terei mais uma batalha pela frente até o objetivo final, que é o título. To pronto para vencer e seguir”.

RELEMBRE:

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade