Pedro Munhoz elogia rival do UFC 227 e confia em treino com Robson Conceição

Publicado em 01/08/2018 por: Yago Redua
Pedro Munhoz elogia rival do UFC 227 e confia em treino com Robson Conceição Pedro Munhoz quer vencer para colar no Top 5 da categoria dos galos do Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

publicidade

Por Yago Rédua

Para voltar ao caminho das vitórias no Ultimate, Pedro Munhoz encara Brett Johns no próximo sábado (4), pelo UFC 227, em Los Angeles, Estados Unidos. O brasileiro, que teve uma sequência de quatro vitórias interrompida na sua última luta, após derrota para John Dodson, fez mais uma vez o camp na American Top Team. Porém, Pedro também se preparou com o pugilista Robson Conceição – campeão olímpico nos Jogos do Rio 2016.

“Foi bem gratificante treinar com ele. Eu o ajudei nas últimas quatro semanas para a luta dele no Boxe, a oitava como profissional. Nesse período, eu estava começando o meu camp. Fiz um trabalho de Boxe bem forte com o (Luiz) Dórea e o Robson. Foi uma experiência muito grande que eu tive em dividir o treino e o sparring com ele”, apontou.

O brasileiro, nono na divisão dos galos, destacou o camp, sua adaptação aos Estados Unidos – país em que reside há oito anos -, fez uma análise do jogo de Johns e citou a “agressividade” do oponente como ponto alto, além de projetar seus próximos passos.

Confira abaixo a entrevista na íntegra com Pedro Munhoz:

– Camp para luta na ATT

Foi tudo tranquilo, essa vai ser a quarta luta que eu vou fazer treinando pela American Top Team. Estou me sentindo muito bem, confiante e preparado para essa luta. Não vejo hora de chegar sábado para trazer uma vitória, em um card que tem vários brasileiros lutando.

– Adaptação nos Estados Unidos

Estou nos Estados Unidos há oito anos, fiz diversos combates, antes mesmo de entrar no UFC. As últimas quatro lutas antes de entrar no UFC, lutei no RFA (atual LFA), que é um dos eventos com o maior número de lutadores que migram para o UFC. Eu morei em Los Angeles por sete anos e agora estou há um ano e meio na Flórida, pelos treinos na ATT.

– Análise de Brett Johns

Um ponto positivo que eu vejo nele é lutar para frente, que é o mesmo estilo que o meu. É um cara que aceita a luta, diferente do meu último oponente (John Dodson), que evita a luta, era um cara passivo. O Johns é um cara muito mais agressivo, anda pra frente. É sempre uma luta emocionante. É o tipo de luta que gosto, então espero um grande duelo.

– Projeção dentro da divisão

Eu estou bem focado nessa luta agora, mas assim: uma vitória no sábado, me colocaria… Se não me colocar no Top 5, me coloca bem próximo. Tem um cara que eu gostaria de lutar, está no ranking, um pouco melhor que eu, que é o Sterling. Acho que faria sentido.

CARD COMPLETO:

UFC 227
Los Angeles, na Califórnia (EUA)
Sábado, 4 de agosto de 2018

Card principal
TJ Dillashaw x Cody Garbrandt
Demetrious Johnson x Henry Cejudo
Cub Swanson x Renato Moicano
Polyana Viana x JJ Aldrich
Thiago Marreta x Kevin Holland

Card preliminar
Pedro Munhoz x Brett Johns
Ricky Simon x Montel Jackson
Matt Sayles x Sheymon Moraes
Alex Perez x José Torres
Ricardo Carcacinha x Kyung Ho Kang
Danielle Taylor x Weili Zhang
Marlon Vera x Wuliji Buren

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade