Marreta e Anders fazem ‘Luta da Noite’ no UFC SP; Minotouro e Do Bronx levam bônus por desempenho

    Thiago Marreta não apareceu em nova atualização do ranking do Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

    Realizado no último sábado (22), no Ginásio do Ibirapuera, o UFC São Paulo teve um card de altíssimo nível, que presenteou os fãs de MMA com grandes combates. A luta principal da edição, que coroou uma grande vitória de Thiago Marreta sobre Eryk Anders por nocaute técnico no terceiro round, foi também eleita a “Luta da Noite” pela organização. Desta forma, os dois lutadores receberam 50 mil dólares cada por seus desempenhos.

    Além de Marreta e Anders, o Ultimate premiou duas feras brasileiras com a bonificação de “Performance da Noite”, também no valor de US$ 50 mil. O primeiro condecorado foi o experiente Rogério Minotouro, que em seu retorno ao MMA após quase dois anos, nocauteou o americano Sam Alvey no segundo assalto, levando o público ao delírio.

    O faixa-preta Charles do Bronx foi o outro premiado por seu belo desempenho no card preliminar. Com um Jiu-Jitsu de excelência, o peso-leve brasileiro finalizou Christos Giagos com um mata-leão no segundo assalto e fez história ao ultrapassar a lenda Royce Gracie e se tornar o maior finalizador da história do UFC, com 11 submissões ao seu favor.

    RESULTADOS COMPLETOS:

    UFC Fight Night 137
    Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP)
    Sábado, 22 de setembro de 2018

    Card principal
    Thiago Marreta derrotou Eryk Anders por nocaute técnico no 3R
    Alex Cowboy derrotou Carlo Pedersoli por nocaute técnico no 1R
    Rogério Minotouro derrotou Sam Alvey por nocaute técnico no 2R
    Andre Ewell derrotou Renan Barão por decisão dividida dos jurados
    Randa Markos x Marina Rodriguez terminou em empate majoritário

    Card preliminar
    Charles do Bronx finalizou Christos Giagos com um mata-leão no 2R
    Francisco Massaranduba derrotou Evan Dunham por nocaute no 2R
    Ryan Spann derrotou Luis Henrique KLB por decisão unânime dos jurados
    Augusto Sakai derrotou Chase Sherman por nocaute técnico no 3R
    Serginho Moraes finalizou Ben Saunders com um katagatame no 2R
    Mayra Bueno finalizou Gillian Robertson com um armlock no 1R
    Thales Leites derrotou Hector Lombard por decisão unânime dos jurados
    Elizeu Capoeira derrotou Luigi Vendramini por nocaute no 2R
    Livinha Souza finalizou Alex Chambers com uma guilhotina no 1R

    1 COMENTÁRIO

    1. A ERA GRACIE FINALMENTE TERMINOU. O FEITO DO CHARLES DO BRONX É, SEM DÚVIDA, BEM MAIOR QUE O DO ROYCE, POIS, NO TEMPO DO GRACIE, NINGUÉM SABIA JIU-JITSU E AGORA TODOS TREINAM. ALÉM DO CHARLES TER MOSTRADO UMA VARIEDADE BEM MAIOR DE FINALIZAÇÕES QUE O ROYCE, QUE INCLUE: ARM-LOCKS, TRIÂNGULOS, MATA-LEÕES, UMA GRANDE VARIEDADE DE GUILHOTINAS, TRIÂNGULO DE MÃO E ATÉ UMA RARÍSSIMA CHAVE DE JOELHO. SOME-SE A ISSO O MELHOR CARTEL DO CHARLES, COM 24 VITÓRIAS E 8 DERROTAS, CONTRA 15 VITÓRIAS E 2 DERROTAS DO GRACIE, ALÉM DO CHARLES NUNCA TER TRAPACEADO USANDO ANABOLIZANTES, COMO O ROYCE.

      NEM MESMO NO JIU-JITSU OS GRACIES SÃO MAIS OS MELHORES, POIS O ROGER GRACIE, QUE ERA O MAIOR REPRESENTANTE DA FAMÍLIA NESTA MODALIDADE, NÃO É MAIS O MAIOR DETENTOR DE TÍTULOS MUNDIAIS, UMA VEZ QUE FOI ULTRAPASSANDO PELO MARCUS ALMEIDA (O BUCHECHA).

      FINALMENTE A FALTA DE HUMILDADE TERÁ QUE CHEGAR AO FIM. VEJAM ESSA ENTREVISTA COM O ROYCE E ENTENDAM O QUE EU ESTOU FALANDO:

      https://youtu.be/4zYG73FSSho

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome