Erika Miranda fatura única medalha brasileira no Mundial de Judô; Brasil tem pior campanha desde 2009

    Brasil terminou o Mundial com apenas uma medalha e teve seu pior desempenho desde 2009 (Foto Alenezi Fawaz / IJF)

    O Brasil teve um desempenho abaixo da expectativa no Mundial de Judô 2018, realizado em Baku, no Azerbaijão, e encerrado na última quinta (27). Apenas Erika Miranda subiu ao pódio, após conquistar o bronze na categoria até 52kg. Essa é a quinta medalha em Mundiais da lutadora. Na disputa por equipes mistas, a Seleção Brasileira ficou em sétima, enquanto o país teve seu pior desempenho desde o Mundial de 2009, em Roterdã (HOL).

    Apontados como favoritos para conquistarem medalhas, Rafaela Silva, Mayra Aguiar, Rafael Baby, David Moura e Maria Portela decepcionaram e não tiveram êxito. Campeã olímpica em 2016, Rafaela foi derrotada na primeira luta pela canadense Jessica Klimkait.

    Já Mayra Aguiar, bicampeã mundial, foi eliminada nas oitavas de final pela chinesa Ma ZhenZhao. Maria Portela chegou ao campeonato como a número um do ranking na divisão até 70kg, mas perdeu por ippon para a porto-riquenha Maria Pérez, nas oitavas de final.

    Entre os homens, Rafael Baby, bronze nos dois últimos Jogos Olímpicos, perdeu para o japonês Hisayoshi Harasawa, nas oitavas. Enquanto isso, David foi eliminado, na mesma fase, para Bekmurod Boltiboev, do Uzbequistão, em campanha muito aquém no masculino.

    Confira os resultados completos do Mundial de Judô 2018, aqui

    Em preparação para as Olimpíadas de Tóquio, no Japão, em 2020, o próximo desafio do Brasil será o Grand Prix de Cancún, México, que acontece entre os dias 12 e 14 de outubro.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome