Jéssica Bate-Estaca nocauteou Karolina Kowalkiewicz no último sábado (8) e se colocou na fila para disputar o cinturão dos palhas do UFC, atualmente em posse de Rose Namajunas. No entanto, antes de entrar em ação contra a polonesa, Jéssica tentou “salvar” o dia e disputar o título máximo do Ultimate em outra divisão de peso. Na coletiva de imprensa realizada após o UFC 228, que aconteceu em Dallas (EUA), a brasileira revelou que pediu para lutar contra Valentina Shevchenko pelo cinturão dos moscas feminino.

“Eu até me ofereci para lutar pelo cinturão. Se eles (UFC) aceitassem… Mas como eu já tinha me pesado, a Comissão Atlética não permitiu. Mas estou feliz que pude ajudar o evento com um grande show e animar o público presente”, contou Jéssica aos jornalistas.

A declaração de Bate-Estaca faz referência ao incidente envolvendo a campeã Nicco Montaño, que foi hospitalizada por problemas no corte de peso e precisou cancelar a defesa de título que faria contra Valentina Shevchenko no co-main event da noite.

Jéssica vem de três vitórias consecutivas. Ela já tinha triunfado sobre Cláudia Gadelha e Tecia Torres antes do duelo com Kowalkiewicz. Agora, a paranaense aguarda uma chance de desafiar o cinturão dos palhas, e em entrevista pediu Rose Namajunas para dezembro.

Confira mais da entrevista de Bate-Estaca: