Marina Rodriguez aprova sua estreia no UFC, analisa empate contra Randa Markos e afirma: ‘Preciso evoluir’

Publicado em 24/09/2018 por: Mateus Machado
Marina Rodriguez aprova sua estreia no UFC, analisa empate contra Randa Markos e afirma: ‘Preciso evoluir’ Marina Rodriguez empatou com Randa Markos em sua estreia no Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

publicidade

Por Diogo Santarém e Gabriel Camargo

Após vencer no “Contender Series Brasil” e receber um contrato para lutar no UFC, Marina Rodriguez fez sua estreia pela organização no último sábado (22), em São Paulo. Diante de Randa Markos, a brasileira teve um bom desempenho em seu debute, mas após três rounds de muito equilíbrio, os árbitros decretaram o empate majoritário entre as lutadoras.

Mantendo a invencibilidade no MMA, com dez vitórias e agora um empate, Marina mostrou-se satisfeita com sua estreia no UFC. Em entrevista aos jornalistas após o evento, a gaúcha disse que foi melhor no duelo, principalmente nos dois últimos rounds, mas pelo fato de ter sido derrubada algumas vezes e ficado em posição desfavorável, achou o empate justo.

“Eu entendi que coloquei mais golpes contundentes na luta em pé, vi que ela recuou algumas vezes. A Markos me derrubou, conseguiu me travar no chão, acertou alguns golpes, mas para mim não fez muita diferença, para mim, ela mais travou a luta. Deram empate e eu ‘meio que’ achei justo, porque venci na luta em pé e ela teve uma vantagem no chão”, disse a lutadora brasileira, que após rever o combate em casa, mudou de ideia.

“Assisti à luta assim que eu voltei para o hotel, e eu venci. Luta dura, mas na minha opinião venci os dois últimos rounds, e o primeiro não concordo com um 10 a 8, mas…”, respondeu Marina em mensagem enviada à TATAME através das redes sociais.

Confira outros trechos da entrevista com Marina Rodriguez:

– Boa estreia no UFC e credencial para próximos desafios

Com certeza, (a Randa Markos) é a número 13 no ranking da categoria (peso-palha), tem um cartel instável, mas ela não deixa de ser uma atleta muito dura e experiente dentro do UFC, enquanto eu fiz minha estreia. Estou invicta ainda, empatei nessa luta, e acho que isso é um ponto bem positivo para a minha estreia na organização. Estou satisfeita.

– Revanche contra Markos ou luta com uma outra atleta

O que o UFC oferecer para mim, está ótimo. Já me deram esse bom bônus de estrear contra uma menina ranqueada, creio que me apresentei muito bem para uma estreia, com uma lutadora bem experiente. Estou disposta e disponível para qualquer uma que vier.

– Análise da estreia e erros que ainda precisam de ajuste

Preciso trabalhar e evoluir mais essa parte de luta agarrada, que muitas americanas fazem, esse jogo de Wrestling. Para quando me botarem para baixo, eu reverter, ou até mesmo não ser derrubada. Acho que falta um pouco disso para eu evoluir, eu tendo isso, acredito que posso lutar de igual para igual com qualquer uma. Mas para uma estreia, achei bom.

– ‘Contender Series Brasil’ e estreia no UFC em sequência

É interessante a gente ter um tempo para desenvolver as falhas, mas da luta do ‘Contender Series Brasil’ para esse UFC São Paulo, eu não parei de treinar. Venci a Maria Oliveira no Contender, voltei para o Brasil e já emendei o treino para enfrentar a Randa Markos, então foi um treino estendido, o que mudou foi a estratégia, que realmente foi de um mês. Então, foi um mês para aperfeiçoar o jogo contra a Randa, mas os treinamentos em si durante essas duas lutas foram de quatro meses seguidos, de muito trabalho duro.

– Planos para voltar em breve ao octógono do Ultimate

Vou descansar alguns dias, mas eu quero voltar a treinar logo para tentar evoluir as partes que faltaram nessa luta e, quem sabe, ter uma nova luta em breve. Estamos aí para trabalhar, independentemente de quem seja, quero voltar a lutar o quanto antes, isso sim.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 137
Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP)
Sábado, 22 de setembro de 2018

Card principal
Thiago Marreta derrotou Eryk Anders por nocaute técnico no 3R
Alex Cowboy derrotou Carlo Pedersoli por nocaute técnico no 1R
Rogério Minotouro derrotou Sam Alvey por nocaute técnico no 2R
Andre Ewell derrotou Renan Barão por decisão dividida dos jurados
Randa Markos x Marina Rodriguez terminou em empate majoritário

Card preliminar
Charles do Bronx finalizou Christos Giagos com um mata-leão no 2R
Francisco Massaranduba derrotou Evan Dunham por nocaute no 2R
Ryan Spann derrotou Luis Henrique KLB por decisão unânime dos jurados
Augusto Sakai derrotou Chase Sherman por nocaute técnico no 3R
Serginho Moraes finalizou Ben Saunders com um katagatame no 2R
Mayra Bueno finalizou Gillian Robertson com um armlock no 1R
Thales Leites derrotou Hector Lombard por decisão unânime dos jurados
Elizeu Capoeira derrotou Luigi Vendramini por nocaute no 2R
Livinha Souza finalizou Alex Chambers com uma guilhotina no 1R

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade