Woodley diz que ‘não recusaria’ luta com Covington, mas afirma: ‘Ele não merece’

Publicado em 11/09/2018 por: Mateus Machado
Woodley diz que ‘não recusaria’ luta com Covington, mas afirma: ‘Ele não merece’ Woodley disse que Colby não merece title shot, mas não recusaria um duelo contra ele (Foto New York Post / UFC)

publicidade

Tyron Woodley concluiu sua quarta defesa do cinturão meio-médio no último sábado (8), quando finalizou Darren Till na luta principal do UFC 228, em Dallas (EUA). E poucos dias após a vitória, os fãs já pedem o campeão contra um novo adversário: Colby Covington.

Covington venceu Rafael dos Anjos em junho deste ano e se tornou o campeão interino da divisão dos meio-médios, enquanto Tyron se recuperava de lesão. Na sequência, porém, “Chaos” se lesionou, não conseguiu voltar a tempo e ficou impossibilitado de buscar a unificação dos títulos no UFC 228, sendo substituído por Darren Till. Em coletiva de imprensa após o evento do último sábado, Woodley comentou sobre o seu futuro no UFC.

“Covington teve a sua chance. Ele deixou o Darren Till lutar e tomar a surra por ele. Tentou parar um pouco e esperar por um pay-per-view maior, porque cresceu os olhos. Eu vou lutar com qualquer um, sou o melhor do mundo, qualquer um que colocarem na minha frente vai ser surrado. Pode ser o Colby Covington, o (Kamaru) Usman ou o Robert Whittaker (campeão dos médios). Se quiser lutar comigo, nós vamos”, disse Woodley.

Apesar de ter comentado que lutaria contra qualquer um, “The Chosen One” revelou que não acredita que Covington mereça ser o próximo na fila para disputar o cinturão.

“Não estou dizendo que vou lutar com ele (Covington), porque ele não merece a minha plataforma agora. Ele teve a sua chance, mas ‘arregou’, se você quiser ser franco e honesto. Ele falou um monte de besteiras, e quando sentou no ‘lugarzinho quente’, no momento em que ganhou aquele cinturão, eu disse para ele vir pegar o meu. Ficou quieto, sua conta no Instagram caiu por um momento e ele não disse nada”, revelou o campeão.

Confira mais da entrevista de Woodley:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade