Anderson diz que ‘aguarda’ por Conor e cutuca: ‘Não corra como o St-Pierre’; leia

    Anderson Silva atacou o irlandês Conor McGregor em transmissão no Instagram (Foto Getty Images / UFC)

    Mesmo com 43 anos de idade e toda uma história construída no MMA, Anderson Silva parece estar motivado para realizar novos desafios. Após saber da declaração de Conor McGregor afirmando que gostaria de enfrentá-lo, o brasileiro se animou com a possibilidade de fazer uma superluta contra o irlandês, que enfrenta Khabib Nurmagomedov neste sábado (6), pelo UFC 229, e comentou, em entrevista à ESPN, que consegue baixar o seu peso até 81,7kg para tornar o confronto com McGregor possível.

    “Estou treinando muito. Treinando e esperando por Conor McGregor. Espero que ele não destrua o ônibus quando lutar comigo. Não seja louco, seja profissional”, provocou o “Spider”, referindo-se ao episódio em que Conor invadiu um evento para a mídia do Ultimate em Nova York (EUA) à procura de Khabib e quebrou o vidro do ônibus do russo.

    Além da provocação ao irlandês, sobrou também para Georges St-Pierre. Anderson afirmou que o canadense não teria aceitado fazer uma superluta contra ele na época em que ambos eram campeões do UFC, pedindo para que McGregor não tenha a mesma atitude de GSP.

    “(Enfrentar McGregor) é um sonho virando realidade. Seria uma luta incrível. Ele é uma lenda, eu sou uma lenda. Vamos fazer isso pelos fãs. Espero que McGregor não faça o mesmo que Georges St-Pierre. Ele falou sobre lutar comigo e então ele correu, correu e correu. Preciso conversar com o chefão Dana White para fazer isso acontecer. Tio Dana, vamos fazer isso (Anderson x Conor). É uma luta muito interessante, especialmente porque são dois strikers. Vamos fazer isso pelos fãs”, disse Anderson, que ainda deu sua opinião para a luta entre Khabib e McGregor, não se mostrando muito empolgado para o embate.

    “Para mim, acho que é uma luta chata, porque todos sabem que Khabib vai tentar colocar McGregor no chão. Acredito que os dois têm uma chance, mas será muito chato. Eu e McGregor será uma superluta. Não corra, amigo, não corra. Estou pronto para você. O Conor precisa pegar esta luta. Dois dos melhores strikers deste esporte. Seria incrível”.

    Com 43 anos e um cartel de 34 vitórias e oito derrotas no MMA, Anderson Silva lutou pela última vez em fevereiro de 2017, quando derrotou Derek Brunson por decisão unânime no UFC 208. Recentemente, o brasileiro recebeu uma suspensão de um ano da USADA por ser flagrado em exame antidoping e estará liberado para voltar a partir de novembro.

    7 COMENTÁRIOS

    1. o andinho chamou o cachaça de lenda e mole?o pe de cana naum fica 10 anos no poder nem a pau so 3 seres humanos conseguiram na historia do sport o fedor jose aldo e andinho

    2. Anderson está cheio de disposição para lutar com o irlandês que é 13cm mais baixo que ele, já contra o Jon Jones que é apenas 5cm mais alto que ele , inventa mil desculpas!

    3. Enfrentar o Jon Jones quando era campeão nada…esta sim seria a superluta! Todos queriam Anderson vs Jones. Anderson luta muito, mas dá uns vacilos incríveis. Por isso que sou fã do Vitor Belfort…Esse sim não tinha medo de enfrentar ninguém.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome