Cigano fala sobre luta com Tai Tuvaisa e jejum de nocautes: ‘Simples de resolver’

    Junior Cigano enfrenta Tai Tuivasa em dezembro, na luta principal em Adelaide (Foto Josh Hedges / Zuffa LLC)

    Por Gabriel Carvalho

    Ex-campeão peso-pesado do UFC, Junior Cigano buscará sua segunda vitória seguida na divisão no dia 1º de dezembro deste ano, quando enfrenta a promessa australiana Tai Tuivasa na luta principal do UFC Fight Night 142, que acontecerá em Adelaide, Austrália.

    Em entrevista à TATAME, Cigano comentou sobre o seu retorno ao octógono, que aconteceu em junho, quando venceu o búlgaro Blagoy Ivanov por decisão unânime dos jurados quase um ano depois de ser suspenso pela USADA, e comemorou o bom resultado.

    “Foi ótimo, eu estava ansioso para voltar logo ao trabalho, para voltar fazer as coisas acontecerem na minha carreira. Afinal eu tenho pressa, pressa de colocar as coisas no lugar e dar sequência”, disse Junior, que antes de Ivanov, não vencia desde abril de 2016.

    Confira a entrevista na íntegra com Junior Cigano:

    – Análise do combate contra Blagoy Ivanov

    Achei que lutamos bem, depois de mais de um ano parado esperávamos (eu e minha equipe) uma luta dura, e realmente foi. Mas com paciência e seguindo a estratégia traçada, vencemos. Acredito que o Ivanov ainda vai dar bastante trabalho na divisão dos pesados.

    – Vitória de Daniel Cormier sobre Stipe Miocic

    Não acho que a conquista dele foi boa, não. Um cara vindo da categoria de baixo, chegar e ganhar o cinturão dos pesados, não deveria acontecer, mas foi. Agora é ver pra frente.

    – Análise do Tai Tuivasa, seu próximo rival

    Acho o Tuivasa um atleta muito duro, não é à toa que está colhendo bons frutos dentro da organização. Mas independente dele ser duro ou não, ele vai cair, isso é com certeza.

    – Jejum de nocautes desde 2013, contra Hunt

    Nos últimos quatro ou cinco anos eu fiz uma luta por ano devido as lesões e, dessa última vez, com essa surpresa da USADA, foi assim novamente. Talvez isso tenha atrapalhado um pouco, mas também é algo simples de resolver. Me mantendo ativo, lutando, tudo voltará ao seu lugar. Eu sou do nocaute, o nocaute está em mim, e com certeza ele virá de novo.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome