Oezdemir fala em volta por cima e Smith pede luta pelo título após UFC Moncton

    Smith acredita que chegou a sua hora de disputar o cinturão meio-pesado do Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

    A vitória por finalização – com um mata-leão – sobre Volkan Oezdemir, no último sábado (27), pela luta principal do UFC Moncton, no Canadá, certamente representou um momento muito especial na carreira de Anthony Smith. Pela segunda vez, o americano engatou uma sequência de três triunfos seguidos na organização, todos por nocaute ou finalização.

    Em alta na divisão dos meio-pesados, Smith deve ganhar importantes posições no ranking. Atualmente em décimo, o lutador tem um objetivo em mente, e em entrevista pós-luta, pediu por uma oportunidade para disputar o cinturão, se dizendo merecedor da chance.

    “Eu luto desde que eu tinha 17 anos de idade. Tenho corrido atrás desse sonho, tive altos e baixos na minha carreira. Eu passei por tanta adversidade que tudo o que eu queria era ficar no octógono depois de vencer e me sentir confiante para dizer ao Dana, ao Hunter Campbell e ao Mick Maynard: meu nome é Anthony Smith e eu quero disputar o cinturão”.

    “Acho que eu mereço disputar o cinturão. Acredito que os fãs curtiram a luta (contra o Volkan), eu dei tudo de mim lá e fiz isso para provar que estou pronto”, completou Smith.

    Do outro lado, o suíço Volkan, até então segundo colocado na lista dos melhores do meio-pesado, lamentou o resulto, seu segundo revés seguido, mas prometeu retornar melhor.

    “Eu senti que em alguns momentos eu podia encerrar a luta. Eu peguei ele, mas não queria me apressar. Não queria ser ambicioso, já errei por isso, mas com certeza não foi do jeito que eu queria. Ele conseguiu a finalização, mas eu vou voltar”, disse o lutador de 29 anos.

    Confira as entrevistas pós-luta:

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome