Anderson diz que ‘aguarda’ por Conor e cutuca: ‘Não corra como o St-Pierre’; leia

Publicidade

Mesmo com 43 anos de idade e toda uma história construída no MMA, Anderson Silva parece estar motivado para realizar novos desafios. Após saber da declaração de Conor McGregor afirmando que gostaria de enfrentá-lo, o brasileiro se animou com a possibilidade de fazer uma superluta contra o irlandês, que enfrenta Khabib Nurmagomedov neste sábado (6), pelo UFC 229, e comentou, em entrevista à ESPN, que consegue baixar o seu peso até 81,7kg para tornar o confronto com McGregor possível.

“Estou treinando muito. Treinando e esperando por Conor McGregor. Espero que ele não destrua o ônibus quando lutar comigo. Não seja louco, seja profissional”, provocou o “Spider”, referindo-se ao episódio em que Conor invadiu um evento para a mídia do Ultimate em Nova York (EUA) à procura de Khabib e quebrou o vidro do ônibus do russo.

Além da provocação ao irlandês, sobrou também para Georges St-Pierre. Anderson afirmou que o canadense não teria aceitado fazer uma superluta contra ele na época em que ambos eram campeões do UFC, pedindo para que McGregor não tenha a mesma atitude de GSP.

“(Enfrentar McGregor) é um sonho virando realidade. Seria uma luta incrível. Ele é uma lenda, eu sou uma lenda. Vamos fazer isso pelos fãs. Espero que McGregor não faça o mesmo que Georges St-Pierre. Ele falou sobre lutar comigo e então ele correu, correu e correu. Preciso conversar com o chefão Dana White para fazer isso acontecer. Tio Dana, vamos fazer isso (Anderson x Conor). É uma luta muito interessante, especialmente porque são dois strikers. Vamos fazer isso pelos fãs”, disse Anderson, que ainda deu sua opinião para a luta entre Khabib e McGregor, não se mostrando muito empolgado para o embate.

“Para mim, acho que é uma luta chata, porque todos sabem que Khabib vai tentar colocar McGregor no chão. Acredito que os dois têm uma chance, mas será muito chato. Eu e McGregor será uma superluta. Não corra, amigo, não corra. Estou pronto para você. O Conor precisa pegar esta luta. Dois dos melhores strikers deste esporte. Seria incrível”.

Com 43 anos e um cartel de 34 vitórias e oito derrotas no MMA, Anderson Silva lutou pela última vez em fevereiro de 2017, quando derrotou Derek Brunson por decisão unânime no UFC 208. Recentemente, o brasileiro recebeu uma suspensão de um ano da USADA por ser flagrado em exame antidoping e estará liberado para voltar a partir de novembro.

Publicidade

Notícias relacionadas

4 COMENTÁRIOS

  1. o andinho chamou o cachaça de lenda e mole?o pe de cana naum fica 10 anos no poder nem a pau so 3 seres humanos conseguiram na historia do sport o fedor jose aldo e andinho

  2. Anderson está cheio de disposição para lutar com o irlandês que é 13cm mais baixo que ele, já contra o Jon Jones que é apenas 5cm mais alto que ele , inventa mil desculpas!

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade

Jiu-Jitsu