UFC decide ‘dar fim’ à categoria peso-mosca a partir de 2019; lutadores confirmam demissão

    Atual campeão dos moscas, Cejudo deve disputar título dos galos contra TJ Dillashaw (Foto Getty Images)

    A saída de Demetrious Johnson para o ONE Championship causou mudanças importantes no UFC. Dias depois da confirmação da ida do seu ex-campeão para a franquia asiática, a organização optou por dar um ponto final em sua categoria peso-mosca a partir de 2019.

    De acordo com informações dos sites Combate e FloCombat, o Ultimate, inclusive, já está dispensando alguns lutadores da divisão – atualmente liderada por Henry Cejudo – que não fazem parte dos planos de uma possível subida para a categoria de cima, o peso-galo.

    Até o momento, três lutadores se posicionaram publicamente anunciando suas respectivas saídas do UFC. Jose Torres, que fez apenas duas lutas pela organização, foi um dos que confirmou a dispensa por parte da franquia, além de Jarred Brooks e Justin Scoggins.

    “A divisão peso-mosca está partindo. Infelizmente, não sou mais um lutador do UFC, sou um agente livre agora. É parte do esporte. Esse tipo de coisa acontece. Infelizmente não conseguimos ter muitos fãs no UFC e agradeço todas as oportunidades que me foram dadas. Então, quem quer me contratar? Estou atrás de uma luta (risos)”, disse Torres em um vídeo postado em suas redes sociais, acompanhado de uma mensagem de texto.

    “Eu sou o primeiro a ser dispensado. Eu nem consegui terminar meu contrato com o UFC com duas lutas restantes porque eles estão cortando a maioria dos lutadores da minha divisão. Não estão dando para alguns de nós a chance de provarmos nossas qualidades, como eu. Então, agora é hora de avançar para coisas maiores e melhores”, escreveu.

    Criada em 2011, a divisão peso-mosca do UFC teve Demetrious Johnson como campeão por anos. O americano, no entanto, foi derrotado por Henry Cejudo em sua última luta e perdeu o cinturão. Dias depois da ida do “Mighty Mouse” para o ONE, rumores sobre o fim da categoria no Ultimate ganharam força com a notícia da possível luta entre Cejudo e TJ Dillashaw pelo título dos galos, algo, porém, que ainda não foi confirmado oficialmente.

    O embate entre campeões, entretanto, está sendo negociado para acontecer no UFC 233, marcado para 26 de janeiro do ano que vem, em Anaheim, na Califórnia (EUA). Além desta luta, outra que pode pintar, também no peso-galo, é entre Dominick Cruz e John Lineker.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome