A peso-palha Luana Pinheiro faria sua segunda luta no Brave Combat Federation ainda este ano, mas foi obrigada a adiar seu retorno ao cage da organização. Treinando no Rio de Janeiro, a promessa do MMA feminino brasileiro acabou sofrendo uma lesão na mão e não poderá treinar por um mês, ficando, assim, sem condições de entrar em ação.

Com isso, Luana não poderá mais lutar neste ano de 2018. A brasileira iria atuar no Brave 20, que marca o retorno à Índia da maior promoção de MMA do Oriente Médio. Através de suas redes sociais, a judoca lamentou a lesão, ocorrida no metacarpo esquerdo. Ela quebrou o primeiro metarcapiano durante uma sessão de sparring na equipe Nova União.

“Às vezes as coisas não acontecem como planejamos. Estava muito feliz e empenhada para essa luta, mas infelizmente, no sparring na terça-feira, acabei quebrando o primeiro metacarpiano esquerdo. Fico me perguntando porque aconteceu isso logo agora. Estava na minha melhor forma, evoluindo a cada dia, quase no peso e muito motivada. Mas acredito que Deus sabe o que é melhor para todos nós, e deve estar preparando algo grande para mim. Agradeço a todos que me ajudaram, e ao Brave pela oportunidade. Daqui a pouco estou de volta, fazendo o que mais amo. Nada pode me parar!”, comentou a jovem atleta.

Luana fez sua estreia em um evento internacional no Brave 11, em abril deste ano, que ocorreu em Belo Horizonte. A atleta conquistou sua primeira vitória na nova casa ao finalizar Elaine “Pantera” com uma guilhotina ainda no assalto inicial da luta entre as duas.