Polícias Civil, Militar e Federal, Bombeiros e Forças Armadas lutam campeonato de Jiu-Jitsu no Rio

Publicado em 13/11/2018 por: Diogo Santarém
Polícias Civil, Militar e Federal, Bombeiros e Forças Armadas lutam campeonato de Jiu-Jitsu no Rio Evento promete uma grande festa do Jiu-Jitsu no dia 1º de dezembro, na Barra da Tijuca (Foto divulgação)

publicidade

No dia 1º de dezembro, ocorre na Arena Carioca I, na Barra da Tijuca, a primeira edição do Campeonato de Jiu-Jitsu das Forças de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Ainda com vagas abertas, o evento reunirá competidores de variadas instituições, desde a guarda municipal, passando por policias civil, militar e federal, a forças armadas.

Organizado pela Federação de Jiu-Jitsu Desportivo do Estado do Rio (FJJD-Rio) e pelo Centro de Educação Física e Desporto (CEFD) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, o evento é parte do programa de valorização dos operadores de segurança pública. O objetivo é promover a integração dos órgãos e proporcionar entretenimento e lazer aos agentes, além de incentivar a prática de atividades físicas para melhor qualidade de vida.

“Hoje mais do que nunca precisamos resgatar algumas dessas questões ligadas à dignidade e ao reconhecimento do operador de segurança. Eles têm peculiaridades, lidam com estresse 24h por dia na batalha pela prevenção e combate à criminalidade e isso influencia diretamente na vida pessoal. Nosso programa tem como principal objetivo reforçar ainda mais o respeito e o compromisso com os profissionais da área de segurança”, explicou a delegada da Polícia Civil e superintendente do Núcleo de Valorização Dra Vanessa Boechat.

A competição será disputada por lutadores da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Municipais do estado, Exército, Marinha e Aeronáutica. Chancelado pela Federação de Jiu-Jitsu Desportivo do Estado do Rio de Janeiro (FJJD-Rio), o evento promoverá disputas masculinas e femininas, divididas por faixas, pesos e idades, para todos os gostos.

“Diferentemente dos campeonatos tradicionais, o competidor irá representar o órgão público em que atua, independentemente da equipe de Jiu-Jítsu. Isso é possível porque cada instituição se filiou à Federação”, destacou o presidente da FJJD-Rio, Rogério Gavazza. “É apenas a primeira edição, mas já é um sucesso, tanto que nós da Federação já temos no nosso planejamento a ideia de oficializar a competição no calendário anual”.

Parceria entre as forças policiais, FJJD-Rio e outros parceiros é um enorme sucesso (Foto Leonardo Fabri)

Solidariedade em destaque

Além do CEFD, da Secretaria de Segurança (SESEG), Ministério dos Esportes – através da Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) – e da FJJD-Rio, o campeonato também recebe o apoio da SMARTCAR, Carvalho Hosken S.A, refrigerantes Mineirinho e da parceria entre Legião da Boa Vontade, Super Rádio Brasil e Prime Esportes, que juntas realizam a campanha “Esporte é vida, não violência”, responsável por levar ensinamentos das artes marciais a moradores de comunidades através de projetos sociais desde 2009. Devido ao apoio da campanha de solidariedade, o valor das inscrições dos atletas são duas latas de leite em pó. Já o público interessado em verr in loco deve doar 2kg de alimentos não perecíveis. Tudo o que for arrecadado será doado a famílias de baixa renda pela LBV.

“A LBV é nossa parceria há quase 10 anos, faz um trabalho muito sério, focado em ações sociais, e o leite em pó é uma doação simples de ser recebida e muito importante para a nutrição das crianças. Como muitas famílias não têm condições de comprar, decidimos não cobrar dinheiro pelas inscrições, apenas o alimento para essas famílias”, explicou Gavazza.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade