Max Holloway ainda vê Aldo como maior peso-pena e projeta duelo contra Khabib

    Max Holloway falou sobre possível ida para a divisão dos leves do Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

    Max Holloway concluiu sua segunda defesa do cinturão peso-pena do Ultimate no último sábado (8), com uma vitória por nocaute técnico sobre Brian Ortega na luta principal do UFC 231, realizado em Toronto, no Canadá. Agora com 13 triunfos seguidos, crescem as conversas sobre a possibilidade de Holloway ter desafios em categorias de peso diferentes.

    Em coletiva de imprensa após o evento, Max comentou sobre a possibilidade de lutar no peso-leve contra o russo Khabib Nurmagomedov, atual campeão da divisão. “Blessed”, que quase enfrentou Nurmagomedov em abril, revelou interesse na luta entre campeões.

    “Khabib é outro lutador invicto. Eu pego esse nicho, eu acho. Acabei de dar a primeira derrota para um lutador invicto (Orega), então, talvez seja a luta que mais me anima. Nós deveríamos ter essa luta, vamos ver o que acontece. Eu não sei, não sou exigente. Me alimentem, eles todos podem ter a luta”, comentou Holloway, que jogou a responsabilidade para Dana White, presidente do UFC, ao falar sobre seu próximo desafio na organização.

    “Dana White é o chefe, e o chefe está procurando superlutas. Todos os caras do UFC e vocês da imprensa falam sobre eu lutando no peso-leve em superlutas. Fico ouvindo meu nome, o do Conor e o do Khabib”, completou o “rei dos penas”, também mencionando o ex-campeão Conor McGregor, que o derrotou em 2013, quando ainda lutava pela divisão.

    Max Holloway pregou discurso de respeito a José Aldo mesmo após derrotá-lo (Foto Getty Images / UFC)

    Busca pelo status de maior peso-pena da história

    Ainda na coletiva, Holloway – segundo transcrição do site MMA Junkie – comentou sobre a incrível resistência de Ortega, elogiando o rival, e analisou o status de maior lutador peso-pena de todos os tempos, se comparando com o brasileiro e ex-campeão José Aldo.

    “Ainda acredito que o maior peso-pena de todos os tempos é o José Aldo. Quando eu tiver 30, 31 anos (Aldo tem 32), se eu ainda estiver aqui, aí podem me perguntar de novo quem é o maior peso-pena de todos os tempos”, respondeu aos jornalistas, complementando.

    “Eu só preciso continuar ganhando, continuar fazendo o meu trabalho e vencendo as lutas, e deixar vocês continuarem falando sobre isso. Pessoalmente, para mim, ainda acho que o Aldo é o maior peso-pena de todos os tempos. Eu estou perseguindo ele. Ele definiu um limite e ainda estou atrás dele, preciso passá-lo. Mas a era ‘Blessed’ está chegando”, disse.

    Vale lembrar que Aldo reinou como campeão peso-pena do UFC – após dominar a categoria no extinto WEC – de 2011 a 2015, quando acabou derrotado por Conor McGregor. Na sequência, o brasileiro recuperou o posto diante de Frankie Edgar, mas duas derrotas em seguida para Max Holloway – ambas por nocaute técnico – marcaram o fim do seu reinado.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome