Netto BJJ revela ‘lições’ da primeira derrota e mostra otimismo para UFC Milwaukee: ‘Pretendo nocautear’

    Netto BJJ conheceu a primeira derrota no MMA profissional e vai para luta de recuperação (Foto: Getty Images)

    Por Yago Rédua

    Em janeiro deste ano, no UFC Charlotte, Netto BJJ conheceu a sua primeira derrota como profissional. O brasileiro precisou esperar onze meses para subir ao octógono. Em ação neste sábado (15), no UFC on Fox 31, em Milwaukee (EUA), contra Jared Gordon, o goiano comentou como foi o camp e disse à TATAME que tirou “lições” do último revés sofrido.

    “Foi bem longo (o camp), eu consegui ter bastante tempo para treinar, não tive lesão séria. Tive um machucado ou outro nos treinos, mas nada que me tirasse dos treinos por muito tempo. Sobre a derrota, é o que o meu pai falava: águas passadas não movem moinhos. A gente sempre aprende alguma coisa (com a derrota). Está no meu cartel marcado. Isso aconteceu, agora não atrapalha mais em nada. Não fico pensando em nada que passou. Quero acabar com a luta a qualquer momento. Pretendo nocautear”, destacou.

    Além disso, o brasileiro fez uma análise do oponente, explicou o que errou na luta com Vinc Pichel e revelou que o ano de 2018 foi para buscar uma evolução mental. Netto BJJ também disse que ainda não sabe quem vai desafiar caso vença neste sábado.

    Confira abaixo a entrevista com Netto BJJ:

    – Erros na luta contra Vinc Pichel

    Eu tentei fazer um jogo de movimentação e buscar um nocaute, mas ele é um cara duro. Eu, mesmo assim, coloquei os melhores golpes, você vê o rosto dele e o meu no fim da luta. Mas, ele fez um jogo mais estratégico e estava pontuando. O meu erro foi usar muito a movimentação e não abafar o adversário, como costumo fazer.

    – Análise do Jared Gordon

    Ele sentiu vários golpes do brasileiro Carlos Diego Ferreira, que é um grappling, por sinal. Ele foi abafado e se perdeu. Vou abafar pra ele andar pra trás e que vou nocautear.

    – Evolução mental em 2018

    O ano de 2018 foi muito parado pra mim, fiz uma luta no início do ano. Não sei o motivo de não ter lutado antes. Treinei bastante, evolui na parte mental. Tive que forjar minha cabeça de novo e me reinventar. 2018 foi a parte mental que mudou muito. É muito difícil se manter treinado, sem nenhum compromisso marcado. Me mantive focado, porque uma derrota acaba com um ano inteiro de trabalho.

    – Foco em voltar a vencer no UFC

    Eu estou pensando em ganhar primeiramente e voltar para o radar da divisão. Depois dessa vitória, vou pensar num adversário com mais calma. Só estou mentalizando a vitória no sábado neste momento. É uma luta de recuperação dentro do Ultimate.

    CARD COMPLETO

    UFC on FOX 31
    Milwaukee, Estados Unidos
    Sábado, 15 de dezembro de 2018

    Card principal
    Peso-leve: Kevin Lee x Al Iaquinta
    Peso-leve: Edson Barboza x Dan Hooker
    Peso-galo: Rob Font x Sergio Pettis
    Peso-leve: Jim Miller x Charles do Bronx

    Card preliminar
    Peso-meio-médio: Zak Ottow x Dwight Grant
    Peso-mosca: Jessica Rose-Clark x Andrea Lee
    Peso-leve: Bobby Green x Drakkar Klose
    Peso-leve: Jared Gordon x Netto BJJ
    Peso-médio: Gerald Meerschaert x Jack Hermansson
    Peso-pena: Dan Ige x Jordan Griffin
    Peso-meio-pesado: Adam Milstead x Mike Rodriguez
    Peso-médio: Trevor Smith x Zak Cummings
    Peso-pesado: Chris De La Rocha x Juan Adams

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome