Organizador de eventos nas regiões Norte e Nordeste, Gaspar aponta: ‘Trabalho feito com responsabilidade’

    Gaspar é um dos principais organizadores de eventos das regiões Norte e Nordeste do Brasil (Foto reprodução)

    Por Yago Rédua

    Um dos principais organizadores de eventos de MMA e Jiu-Jitsu do Norte e Nordeste do Brasil, Júnior Gaspar quer fechar 2018 com chave de ouro. O presidente do Action Fight vai comandar a edição número 11, na próxima sexta-feira (28), em Viçosa (CE).

    Em um bate-papo com a TATAME, Júnior Gaspar comentou como surgiu a ideia de criar o Action Fight e ajudar na evolução do MMA nacional, dando oportunidade a diversos atletas. O organizador se orgulha de comandar o “melhor evento” da região Norte e Nordeste.

    Não é só MMA que Gaspar comanda nas artes marciais. O cearense é responsável por realizar eventos de Jiu-Jitsu e Submission. Em 2018, organizou uma seletiva do ADCC – maior torneio de luta agarra do mundo – e em 2019 estará como um dos responsáveis pelo International Pro de Fortaleza, que será chancelado pela UAE Jiu-Jitsu Federation.

    Confira abaixo a entrevista na íntegra com Júnior Gaspar:
    – Ideia de criar o Action Fight

    A ideia veio após muitas tentativas de fazer parte do plantel dos grandes eventos (como lutador). Após 13 anos de treinamento, vivendo fora da minha terra (Ceará), vivenciando a nossa realidade sobre o MMA nacional e as oportunidades que não tínhamos, decidi pendurar as luvas e o quimono para retornar ao Ceará. Passei por dificuldades, não só financeiras, como familiar também. Então, numa mesa de lanchonete, após um treino com amigos, surgiu a ideia de criar um evento. Foi, então, que surgiu o Action Fight.

    – Dificuldades para realizar eventos

    Muitas pessoas pensam que organizar evento é tarefa fácil, mas se enganam. O trabalho é cauteloso e feito com a maior responsabilidade. Sem falar, que quando você trabalha com o que ama, se torna mais prazeroso. Comandar, hoje, o Action Fight se tornou mais difícil, pois há alguns anos, não tínhamos tanta expressão no cenário (nacional). Construímos uma escadaria e estamos subindo degrau por degrau, com uma plantel lotado de atletas do Brasil inteiro, que estão aguardando a oportunidade para lutar no Action Fight. Somos considerados o maior evento de MMA do Norte/Nordeste e fomos eleitos pelo Oscar do MMA nacional como o segundo maior evento não televisionado do Brasil.

    – Análise da temporada de 2018

    O ano de 2018 foi um ano de muitas batalhas e decepções, mas foram muitos aprendizados. Tivemos a honra de receber o convite para fazer parte de grandes Federações Internacionais de Jiu-Jitsu e Submission. Fizemos com excelência uma edição histórica do ADCC em Fortaleza, realizamos quatro edições do Action Fight, em vários estados e cidade do Nordeste, como Piauí, Pernambuco e interior do estado do Ceará. Fomos o primeiro evento brasileiro a fazer edições voltadas somente para estreantes e amadores. Abrimos as portas para inúmeros atletas que viviam apenas por sonhos. Isso, numa parte, engrandeceu bastante o ano de 2018.

    – Expectativa para o ano de 2019

    Em 2019 iniciarei trabalhando na edição do UFC em Fortaleza em fevereiro no CFO – Centro de Formação Olímpica. Após isso, teremos uma agenda de sete eventos em todo Brasil, com o Action Fight partindo para o Sul é também para a região Centro-Oeste. Sem falar nos eventos de Jiu-Jitsu e No-Gi, são grandes responsabilidades. Estarei no comando do primeiro evento de Jiu-Jitsu internacional de Fortaleza, o International Pro da UAEJJF.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome