Luto: Mestre Hermes morre em Rio das Ostras e irmão quer ‘manter chama viva’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 06/12/2018
Luto: Mestre Hermes morre em Rio das Ostras e irmão quer ‘manter chama viva’ Mestre Hermes dedicou sua vida ao Jiu-Jitsu e faleceu no último dia 30 vítima de um câncer (Foto: Divulgação)

publicidade

Por Yago Rédua

No último dia 30, o Mestre Hermes Fernandes faleceu em Rio das Ostras, na região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro, aos 60 anos. O faixa-vermelha e preta lutava contra um câncer. Ele deixa uma equipe de Jiu-Jitsu na cidade que, a partir de agora, será comandada pela filha, Maria Clara, que é faixa-preta e treina a arte suave desde os 4 anos.

O Mestre Hermes conheceu a modalidade em 1972, em Anchieta, na Zona Norte do Rio, com o Mestre Hildebrando Gonçalo – que era discípulo do lendário Mestre Oswaldo Fadda. Hermes competiu pelo Rio de Janeiro, Baixada Fluminense e foi graduado à faixa-preta em 1981. Após esse período, passou a desenvolver o seu trabalho como professor, em especial em Rio das Ostras, lugar que inclusive comandou um projeto social.

Irmão de Hermes, o Mestre Fernandes Simplício contou à TATAME um pouco do legado que fica do amante da arte suave: “É um momento difícil, de muita emoção. Nós começamos no Jiu-Jitsu, em 1972, são 46 anos dentro do Jiu-Jitsu. É uma vida. Hoje, diante da sua ausência, o desejo dele seria que seus alunos seguissem instruídos por alguém preparado. Não tem ninguém mais competente que a Maria Clara, sua filha, que é faixa-preta e treina Jiu-Jitsu desde os 4 anos. Ela sempre recebeu os ensinamentos e foi o braço direito do Mestre Hermes. Vamos manter viva essa chama que ele nos deixou”, projetou.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade