‘Eu senti que os jurados tiraram a luta de mim’, opina Bibiano após perder cinturão

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 03/12/2018
‘Eu senti que os jurados tiraram a luta de mim’, opina Bibiano após perder cinturão Recordista em defesas de cinturão no ONE, Bibiano conheceu a derrota contra Belingon (Foto ONE)

publicidade

Por Yago Rédua

No último dia 9, em Cingapura, Bibiano Fernandes perdeu o cinturão peso-galo do ONE Championship para Kevin Belingon – no segundo encontro entre os dois. À TATAME, o brasileiro, que ainda tem o recorde da organização de oito defesas de título, se mostrou contrário a decisão dos jurados, que deram vitória para o filipino em um duelo apertado.

“Eu sou profissional. Poderia ter parado de lutar, mas eu tenho que dar a oportunidade para outras pessoas também. Tenho que deixar as pessoas evoluírem e lutarem comigo. Eu dei o meu melhor, se o cara ganhou, beleza pra ele. A verdade é que eu não senti que eu perdi essa luta. Senti que os jurados tiraram essa luta de mim. Foram vários anos defendendo o cinturão, mas vamos ver quem vai fazer o que eu fiz. Tenho que dar oportunidade para outras pessoas, não pode ser só Bibiano, a vida não é só luta”, disse.

Bibiano também contou o que faria de diferente em uma nova luta contra Belingon, além de explicar a cláusula contratual que permite a revanche e uma conversa do seu agente com o ONE. O faixa-preta de Jiu-Jitsu ainda desabafou sobre o fato de os torcedores terem impactado na decisão dos jurados, que deram vitória pode decisão dividida para o asiático.

Confira a entrevista na íntegra com Bibiano Fernandes:

– O que teria feito de diferente na luta

Foi uma luta legal, bem movimentada. Com certeza, se eu pudesse voltar, faria algo diferente. Teria tido mais paciência. Não correria muito atrás dele, de tentar finalizar. Eu esperaria ele vir mais. Eu ataquei muito. O que eu mudaria era ter mais paciência. Eu sempre quero sair para cima, mas deveria ter esperado mais, isso eu faria diferente.

– Cláusula por revanche imediata

Existe ela (cláusula no contrato para a revanche imediata). Eu vou esperar pelo ONE Championship para eles decidirem o que querem fazer. Estou descansando o meu corpo, mas quero voltar a treinar logo. Se eu puder lutar com ele pela terceira vez, ficarei feliz. Ainda mais por ter sido uma luta bem dividida. Uma revanche é merecida. Mas vamos esperar pela organização. Meu agente conversou com eles que pode ser uma boa luta para o futuro. Tinham mais de 25 mil asiáticos no ginásio, que vieram à loucura com ele. Vai valer muito a pena para o evento. Vamos ver. Estou focado e esperando a decisão deles.

– Torcida ter influenciado na decisão

Eu acho que na luta, o público afetou muito os juízes. Tinham muitos asiáticos no ginásio (em Cingapura). Qualquer coisinha que ele fazia, tipo sair de uma posição, a torcida ia à loucura. Acho que isso afetou muito na decisão dos juízes após a luta, na minha opinião.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade