Dana White critica ‘interrupção prematura’ em disputa de cinturão entre Cejudo e TJ Dillashaw: ‘Horrível’

    Dana White não concordou com a interrupção do árbitro Kevin MacDonald e criticou decisão (Foto Getty Images / UFC)

    A interrupção em apenas 32 segundos do esperado combate entre  Henry Cejudo e TJ Dillashaw não agradou Dana White, presidente do UFC. Na coletiva de imprensa após o UFC Fight Night 143, realizado no último sábado (19), em Nova York (EUA), ele protestou em relação à intervenção do experiente árbitro Kevin MacDonald na luta principal da noite.

    Atual campeão dos moscas, Cejudo precisou de apenas 32 segundos para nocautear Dillashaw, campeão dos galos, e manter o seu cinturão. White comentou sobre a decepção de TJ com a interrupção, a quinta mais rápida em uma disputa de cinturão no Ultimate.

    “Ele (Dillashaw) gritou comigo quando eu estava fazendo uma entrevista. ‘Isso é besteira’, disse ele. Eu também achei que foi uma interrupção prematura”, revelou Dana White.

    “Olha, você tem dois dos melhores lutadores do mundo, dois campeões, em uma superluta. Deixe eles lutarem. Não estou tirando méritos do Cejudo porque a luta durou 20 segundos e o Cejudo bateu muito. Eu tenho certeza que quando você viu o Dillashaw sentado, parecia que era uma luta de três assaltos. Jesus, deixe eles lutarem. Interrupção horrível”, comentou o mandatário do Ultimate, que não descartou uma revanche entre a dupla.

    RESULTADOS COMPLETOS:

    UFC Fight Night 143
    Brooklyn, em Nova York (EUA)
    Sábado, 19 de janeiro de 2019

    Card principal
    Henry Cejudo derrotou TJ Dillashaw por nocaute técnico no 1R
    Allen Crowder derrotou Greg Hardy por desclassificação no 2R
    Gregor Gillespie derrotou Yancy Medeiros por nocaute técnico no 2R
    Joseph Benavidez derrotou Dustin Ortiz por decisão unânime dos jurados
    Paige VanZant finalizou Rachael Ostovich com um armlock no 2R
    Glover Teixeira finalizou Karl Roberson com um katagatame no 1R

    Card preliminar
    Donald Cerrone derrotou Alexander Hernandez por nocaute técnico no 2R
    Joanne Calderwood derrotou Ariane Lipski por decisão unânime dos jurados
    Alonzo Menifield derrotou Vinicius Mamute por nocaute no 1R
    Cory Sandhagen finalizou Mario Bautista com um armlock no 1R
    Dennis Bermudez derrotou Te Edwards por decisão unânime dos jurados
    Geoff Neal derrotou Belal Muhammad por decisão unânime dos jurados
    Chance Rencountre finalizou Kyle Stewart com um mata-leão no 1R

    4 COMENTÁRIOS

    1. Eu só posso tá ficando doido. O cara caiu nocauteado e não tinha noção de onde estava aí vem um Babaca desses como Dana Dizer que foi prematuro. Vai te diferente filho da puta que tu não aguenta nem uma tapa imagine uma saraivada de cacete dessas.

    2. kkk se deixasse bater mais um pouco ia parar na pedra do IML. O problema desses campeões é que vivem num mundo surreal onde a modéstia e a humildade não encontram abrigo. E o chefe ainda ajuda a inflar estes egos em parte para dissolver a culpa de uma autêntica surra em quem apostou que iria lacrar a categoria dos moscas. O tiro saiu pela culatra!

    3. Lembram da situação do Mario Yamasaki? O Sr. Dana nunca defende um ou outro ponto de vista, ele defende os interesses financeiros de sua empresa, simples assim. Para ele o UFC deve ser maior que o MMA.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome