Anderson defende liberação do polêmico TRT: ‘Teríamos o MMA em um alto nível’

Publicado em 12/01/2019 por: Nilmon
Anderson defende liberação do polêmico TRT: ‘Teríamos o MMA em um alto nível’ Anderson revelou conversa com Dana, que garantiu title shot em caso de vitória (Foto: Getty Images)

publicidade

Ex-campeão dos médios do UFC, Anderson Silva defende o retorno do Tratamento de Reposição de Testosterona, o polêmico TRT. Em entrevista ao canal Rap77, “Spider” saiu em defesa do processo utilizado por nomes como Vitor Belfort, Dan Henderson Chael Sonnen, que foi banido em 2014 pelas comissões atléticas que regulam o MMA.

Na entrevista, o brasileiro revelou que acredita que o MMA teria um nível mais alto caso a reposição de hormônios fosse liberada novamente. O ex-campeão disse ainda que muitos lutadores precisaram abandonar o esporte mais cedo por conta da proibição do TRT.

“Tem alguns atletas que precisam fazer uso da reposição hormonal. Acho que se a USADA regulasse uso, teríamos o esporte em um alto nível, com atletas que já pararam como o Vitor (Belfort), por exemplo, e até eu, que nunca tive que fazer isso. Mas alguns atletas precisam, que são mais velhos, como o Dan Henderson. Muitos outros atletas pararam por causa disso”, disse “Spider”, que retorna ao octógono no UFC 234 contra Israel Adesanya.

Silva também deu a sua opinião em relação da postura da USADA (Agência de Antidoping do EUA) com o UFC. O atleta foi suspenso pela entidade após falhar em um exame antidoping antes da luta que faria contra Kelvin Gastelum, em 2017.

“A entrada da USADA no UFC para controlar o doping, na minha visão, foi boa, mas de certa forma virou um distúrbio, porque o MMA não é um esporte normal como os outros. Exige treinamento de luta e treinamento físico”, encerrou o ex-campeão.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade