Em alta no Jiu-Jitsu sem quimono, Gordon Ryan projeta seu futuro no MMA: ‘Eu quero ser o melhor’

Publicado em 15/01/2019 por: Nilmon
Em alta no Jiu-Jitsu sem quimono, Gordon Ryan projeta seu futuro no MMA: ‘Eu quero ser o melhor’ Sem lutar pela IBJJF desde 2015, Gordon Ryan retornou com tudo às competições (Foto FloGrappling)

publicidade

Com apenas 23 anos, o faixa-preta Gordon Ryan vem chamando a atenção no mundo do Jiu-Jitsu por conta dos seus desempenhos recentes em competições No-Gi, onde já acumula o ouro duplo no Mundial, Pan-Americano, o título de sua categoria no ADCC e também o vice no absoluto, entre outras conquistas ao longo de sua ainda curta carreira.

Além dos grandes resultados obtidos nos torneios sem quimono, Ryan está em alta na arte suave por mostrar um estilo provocador aos seus adversários e rivais, o que, atualmente, se vê mais no MMA. E é justamente nas artes marciais mistas que o jovem americano projeta seu futuro, conforme ele revelou em entrevista recente ao site MMA Fighting.

“O Jiu-Jitsu com quimono não é tão divertido para mim. Não quero investir tempo em algo que não é tão divertido quanto o MMA, que é a minha meta final. Minha meta final sempre foi ser o melhor no MMA, não o melhor no grappling. Ficarei treinando MMA e quando John (seu mentor) achar que eu estiver pronto para lutar, terei a minha primeira luta. Ele não quer que eu faça a minha primeira luta até que eu esteja no nível do Jon Jones, ele disse. Então levará uns 10 anos para eu realizar uma estreia de verdade”, disse Gordon Ryan, que reconheceu que seu nível atual no MMA ainda precisa ser aperfeiçoado até lá.

“Estou terrível no momento (no MMA), mas estou melhorando, com certeza. Acho que posso lutar e derrotar caras de nível mais baixo, certamente. Sinto como se pudesse derrotar os caras de nível intermediário. Mas o que eu quero mesmo é ganhar de atletas do nível de campeões mundiais e, futuramente, também me tornar um campeão”, concluiu.

View this post on Instagram

Just did an interview on the mma hour with @lukethomasnews and I've made my announcement. Cant wait for all the hate on this but I don't give a fuck because it's my career not yours. When I 1st put on the gi I thought i hated it because I sucked at it. A blue belt would make a strong grip and mess up my whole sequence. But after about a year of really trying to envelop myself as a student in the jacket and training with multiple world class black belts, including multiple time black belt world champions I realized I didnt suck and I was just as competitive with them as anyone else. But the training I was doing in the gi just wasnt as fun as the material I was learning in mma. Watching @georgesstpierre and @garrytonon prep for their fights excites me. I have chosen to give up on my quest to compete in the gi and focus fully on submission grappling and mma. I dont want to invest years into something that I dont enjoy as much as mma and has no relevance to real fighting. My goal was never to the be the greatest grappler of all time. It was to the be the greatest mma fighter of all time. That's the whole reason I started training in the 1st place. I'm still white belt level in mma training so I wont fight for some time. But these are my current goals. Sorry for the people who wanted to see me succeed (and fail) in the gi but also excited for people who wanna see me punch others in the face. This is an exciting new journey for me to master 2 sports now instead of just one. My goal is to dominate the highest levels of mma eventually as well as the highest levels of grappling simultaneously. @hypnotik 📸 @behr_dan

A post shared by Gordon King Ryan (@gordonlovesjiujitsu) on

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade