Johnny Walker mira Jones para o futuro e mostra confiança: ‘Nasci com estrela’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 02/01/2019
Johnny Walker mira Jones para o futuro e mostra confiança: ‘Nasci com estrela’

publicidade

Por Gabriel Carvalho

Johnny Walker surgiu como uma das grandes revelações do MMA brasileiro em 2018. Após passagem pelo Contender Series Brasil, o carioca estreou em novembro no UFC, com um nocaute fulminante sobre o americano Khalil Rountree, no UFC Fight Night 140.

O retorno do brasileiro está marcado para o dia 2 de fevereiro, em Fortaleza, quando medirá forças contra Justin Ledet. Em entrevista à TATAME, o meio-pesado comentou sobre a boa estreia que fez no Ultimate e as projeções para o futuro.

“Me sinto muito bem motivado, porque sei que comecei fazendo um bom trabalho. Sei que muitas águas vão rolar, tem muita escadinha pra subir, vou subir um degrau de cada vez, fazer meu trabalho bem feito, porque onde quero chegar é onde todos querem também, mas eu nasci com uma estrela”, contou Johnny.

Confira a entrevista na íntegra:

– Retorno rápido após primeira vitória

Eu sempre deixei bem claro pro UFC e pra todo mundo que eu gosto de lutar todo fim de semana, todo mês. Entro em depressão se fico muito tempo sem lutar. Por parte do UFC, eles querem me ver lutar de novo também.

– Análise do adversário Justin Ledet

Ele é só mais um que eu vou ter que bater. Não estou treinando pra bater nele, estou treinando pra bater nos Top 5, no Jon Jones, no Gustafsson. Então, não interessa como a luta vai se desenrolar, interessa o meu braço levantado no final.

– Treinos na Tailândia em 2019

Não tem diferença nenhuma. O melhor treino do mundo você faz no quintal da sua casa, no quintal do vizinho, não precisa de academia pra fazer o melhor treino do mundo, quem faz isso é você, com a intensidade, vontade, o jeito que você faz o treino. Pra mim, não vai fazer diferença nenhuma. Só estou indo para a Tailândia porque é um lugar muito bonito, vou dar uma relaxada e porque tem uns tailandeses bons pra segurar o pad pra mim.

– Oportunidade de voltar a lutar no Brasil

Enxergo uma grande oportunidade de alcançar um público maior, de brasileiros. Mas independente do Brasil ou qualquer outro país do mundo, isso não vai influenciar em nada na minha vitória ou na minha carreira porque eu sei que tenho agradar todos os públicos, não só os brasileiros, mas todo mundo que gosta do esporte e ama o MMA. E é isso que vou fazer: dar um show para todo mundo

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade