Patrício Pitbull vibra com boa fase de sua equipe e projeta: ‘Queremos mais vitórias e títulos em 2019’

Publicado em 16/01/2019 por: Nilmon
Patrício Pitbull vibra com boa fase de sua equipe e projeta: ‘Queremos mais vitórias e títulos em 2019’ Patrício Pitbull terá Emmanuel Sanchez pela frente em novembro (Foto: Dave Mandel/Sherdog)

publicidade

A equipe Pitbull Brothers terminou 2018 em alta. Com um aproveitamento de mais de 70% de vitórias, a equipe liderada pelos irmãos Patrício e Patricky Pitbull teve muitos motivos para comemorar. Enquanto Patrício manteve o cinturão dos penas do Bellator, Patricky se aproximou ainda mais do título da categoria dos leves. Outros atletas da equipe, como Junior “Dedinho”, que se destacou na África do Sul, e Handesson “Boy Doido”, que ficou perto de conquistar o torneio da PFL, também merecem destaque.

“Nosso ano foi positivo, tivemos muitas vitórias importantes e isso em muitas lutas nas quais éramos azarões. Nosso aproveitamento geral foi em torno de 70%. E quando você leva em consideração que fomos azarões em mais da metade das lutas que fizemos, especialmente as internacionais, isso é um saldo bastante positivo”, analisou Patrício.

E a equipe quer continuar 2019 na mesma pegada. Já pensando no ano que se inicia, os atletas da Pitbull Brothers não pararam de treinar nem nas festas de fim de ano. Isso porque alguns lutadores já estão com compromissos marcados para janeiro e fevereiro.

“Vamos começar o ano com a luta de Felipinho Silva no ACA, dia 26 de janeiro. É uma luta bastante importante, já que pode levá-lo à disputa de cinturão. Depois, meu irmão luta no dia 9 de fevereiro contra o Ryan Scope. Acredito que o título está próximo, mas do jeito que tudo gira em torno das vontades de Michael Chandler, nunca se sabe. Mas espero um ano com mais vitórias, títulos e atletas da equipe se destacando cada vez mais”, projetou.

Parceria com Henry Cejudo

Campeão dos moscas do UFC, Henry Cejudo tem luta marcada para o próximo sábado (19), contra TJ Dillashaw, campeão dos galos, em uma disputa que valerá a unificação dos títulos. No ano passado, quando conquistou o cinturão da organização ao derrotar Demetrius Johnson, Cejudo tinha feito todo o seu camp na Pitbull Brothers. Desta vez, o americano não fez a preparação em Natal, mas manteve contato com os irmãos para falar sobre treino e estratégia para esta luta, que promete fortes emoções em Nova York (EUA).

“Henry não veio pra cá dessa vez, mas está lá nos EUA com nosso treinador Eric Albarracin e nós conversamos sobre os treinos, estratégia e táticas pra luta. Sempre tem um feedback. Ele vai conquistar mais essa vitória e continuar fazendo história”, cravou Patrício.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade