Cronograma impecável, estrutura e valorização aos atletas: veja a opinião de professores sobre o Desafio Verão

    Desafio Verão foi sucesso entre professores e atletas de Jiu-Jitsu do Rio de Janeiro (Foto: Flashsport)

    No último fim de semana, no Velódromo do Parque Olímpico, no Rio, a FJJD-Rio deu a largada para temporada 2019 do Circuito Rio Mineirinho com o Desafio Verão. O evento teve alto nível técnico de Jiu-Jitsu durante os dois dias, com superlutas juvenil e master, além de palestras gratuitas oferecidas pela organização para atletas e professores.

    Diversos professores elogiaram a estrutura que a FJJD-Rio aplicou ao evento no último fim de semana, o que vem sendo um diferencial do Mineirinho nos últimos anos. De forma unânime, todos destacaram o fato de o cronograma não ter tido nenhum atraso.

    A próxima etapa será o Troféu Brasil, nos dias 23 e 24 de março, mais uma vez no Parque Olímpico, na Zona Oeste do Rio. Desta vez, o palco será a Arena Carioca 1. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (18), aqui. Vale frisar que segue a corrida para as passagens internacionais de eventos da UAEJJF, como etapas do Grand Slam em Londres e Los Angeles, além do grandioso World Pro, que é realizado em Abu Dhabi (EAU).

    Confira os depoimentos dos professores que participaram do Desafio Verão:
    Júnior Medeiros (Nova União/Taquara)

    A cada ano percebo uma franca evolução no que diz respeito a estrutura dos campeonatos promovidos pela FJJD-Rio. Dessa vez, vale ressaltar, o conforto para professores e maior proximidade com o atleta. O fato de poder estar presente, distante do público, facilita a comunicação entre atleta e professor, proporcionando maior nível técnico as lutas. Destaco que os horários foram compridos à risca, não havendo praticamente atrasos no cronograma apresentado. Para as próximas etapas, como professor, espero manter a excelência de batalhas de alto nível, no famoso Mineirinho.

    Bruno Formiga (Soul Fighters)

    O evento superou às expectativas. O Velódromo possui uma estrutura muito boa e comporta a todos sem nenhum tipo de problema. A organização foi um ponto muito forte. O cronograma seguiu da maneira divulgada anteriormente pela federação, não desrespeitando os atletas, professores e familiares que foram assistir. O nível estava altíssimo, e os desafios foram de em suma importância para a nova geração e para a galera old school. Em conversa com o professor Gavazza, dei algumas sugestões para os próximos eventos. A Federação valorizou os atletas com uma área onde tinha tatame para alongamento, aquecimento e descanso, e para os professores uma área com água, café e biscoito. Deixei uma sugestão para essas áreas serem mais próximas, porque as vezes não dava pra ver nosso atleta devido à distância de uma área para outra.

    Adjal Manoel (Gracie Barra)

    Fazer o evento no Parque Olímpico da Barra foi sensacional, uma estrutura de primeiro mundo, com conforto e bem-estar para atletas e não atletas. Todos se sentiam bem lá! A organização foi perfeita e impecável, e o nível técnico foi super elevado, o que é normal nos eventos da FJJD-Rio. Achei a inclusão de palestras sensacional! Ajuda os atletas e professores de uma maneira nunca vista em outros eventos. A expectativa para a próxima etapa é que o sucesso desse Desafio de Verão se repita, que minha equipe a Gracie Barra entre muito forte e que o público amante do Jiu-Jitsu assista grandes lutas!

    SERVIÇO

    Troféu Brasil – 2ª etapa do Circuito Rio Mineirinho
    Local: Arena Carioca 1, Parque Olímpico (RJ)
    Data: 23 e 24 de março
    Inscrições: aqui

    1 COMENTÁRIO

    1. Competi pela FJJDRIO nos anos de 2016, 2017, 2018 e parece que a organização foi piorando, tirando como exemplo ano passado tive inúmeros problemas e vou exemplificá-los:
      -minha pontuação foi marcada errada durante as etapas.
      -os troféus de 1 lugar no ranking foram confeccionados e entregues com data errada
      -A pesagem não tem nenhum controle, os ficais nem olham e em um dos campeonatos eu subi na balança e o fiscal nem olhou depois eu disse pra ele “-vc não vai conferir meu peso” e ele perguntou então ” -quanto deu?” um absurdo pois se eu não tivesse batido o peso tinha dito um numero satisfatório e não teria sido desclassificado. Passei a Não confiar mais na pesagem desta federação

      Espero que este meu texto seja construtivo.Não estou querendo queimar a imagem pelo contrário to esperançoso pelas melhorias dos erros e crescimento do esporte e desta federação que tem sede onde eu moro.

      Grato à todos. OSS

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome