Ngannou bate Velásquez em 26s no UFC Phoenix; Kron Gracie e Vicente brilham

    Ngannou precisou de apenas 26 segundos para nocautear Cain Velásquez (Foto Getty Images / UFC)

    Realizado no último domingo (17), o UFC on ESPN 1, em Phoenix, nos Estados Unidos, ficou marcado pela expectativa em torno do retorno de Cain Velásquez ao MMA após longo tempo inativo. A volta do ex-campeão peso-pesado, no entanto, foi com dura derrota. Francis Ngannou, seu adversário na luta principal da edição, o nocauteou em apenas 26 segundos, silenciando os fãs na Talking Stick Resort Arena, local do evento.

    No co-main event, Paul Felder derrotou James Vick por decisão unânime dos jurados e, em duelo feminino no card principal, Cynthia Calvillo levou a melhor sobre Cortney Casey, também na unanimidade dos árbitros. Fazendo sua estreia no UFC, Kron Gracie precisou de pouco mais de dois minutos para finalizar Alex Caceres, enquanto Vicente Luque fez um duelo espetacular contra Bryan Barberena e o nocauteou a poucos segundos do fim.

    Quem não saiu com vitória foi Renan Barão, ex-campeão peso-galo, que foi nocauteado por Luke Sanders no segundo assalto e amargou mais um revés, o quarto consecutivo.

    Ngannou nocauteia Velásquez em 26 segundos

    A grande atração da noite em Phoenix foi o retorno do ex-campeão peso-pesado Cain Velásquez. No entanto, quem esperava um retorno triunfal do lutador da AKA, se enganou. Pela frente, Cain – que não lutava desde julho de 2016 – encontrou um Francis Ngannou em ótimo ritmo de luta e com a agilidade em dia. A combinação perfeita resultou em um rápido nocaute do camaronês, que aproveitou a aproximação do adversário e, após aplicar um golpe, viu Velásquez “dobrar” o joelho, cair e não ter mais condições de continuar a luta, forçando a interrupção do árbitro em apenas 26 segundos de combate. Existe a suspeita de que o americano, ao forçar o joelho, tenha sofrido uma nova lesão no local.

    Francis Ngannou silenciou a arena com o rápido nocaute sobre Velásquez (Foto Getty Images / UFC)

    Kron Gracie finaliza em sua estreia no Ultimate

    Em um debute cercado de expectativa, Kron Gracie não decepcionou. Diante de Alex Caceres, o brasileiro não teve dificuldades e, de maneira rápida, colocou seu adversário no chão, ajustou a posição e encaixou um mata-leão, finalizando a luta em pouco mais de dois minutos. Com o triunfo, Kron – que segue invicto no MMA, agora com cinco vitórias -, deu fim a um tabu de 25 anos da família sem resultado positivo no UFC. Desde Royce, não havia triunfo de um Gracie no Ultimate (Rolles, Renzo e Roger perderam suas lutas).

    Sem dificuldades, Kron Gracie finalizou Alex Caceres em sua estreia no Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

    Vicente leva a melhor em guerra com Barberena

    Um duelo emocionante e, ao mesmo tempo, eletrizante. Assim pode ser resumido o confronto entre Vicente Luque e Bryan Barberena. Em uma batalha de três rounds, os dois lutadores proporcionaram um grande show ao público. Em luta aberta, o que se viu foram diversos golpes duros aplicados por ambos, o que trouxe contornos dramáticos para o embate. Já no fim, faltando apenas seis segundos para o término, o brasileiro conectou um duro golpe, levando o oponente a nocaute e emplacando sua quarta vitória consecutiva.

    Em combate eletrizante, Luque levou a melhor sobre o duro Bryan Barberena (Foto Getty Images / UFC)

    Renan Barão é nocauteado e amarga nova derrota

    Ex-campeão peso-galo do Ultimate, Renan Barão sofreu nova derrota. Em duelo contra Luke Sanders, o brasileiro teve um bom primeiro round, sendo superior em relação ao seu adversário. Já no segundo assalto, Barão caiu de produção e foi rapidamente nocauteado, sofrendo sua quarta derrota seguida na organização. Pela série de derrotas e também pelo fato de não ter batido o peso de novo, seu futuro no UFC está cada vez mais em xeque.

    Barão foi nocauteado e sofreu sua quarta derrota consecutiva atuando no Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

    RESULTADOS COMPLETOS:

    UFC on ESPN 1
    Phoenix, no Arizona (EUA)
    Domingo, 17 de fevereiro de 2019

    Card principal
    Francis Ngannou derrotou Cain Velásquez por nocaute no 1R
    Paul Felder derrotou James Vick por decisão unânime dos jurados
    Cynthia Calvillo derrotou Cortney Casey por decisão unânime dos jurados
    Kron Gracie finalizou Alex Caceres com um mata-leão no 1R
    Vicente Luque derrotou Bryan Barberena por nocaute técnico no 3R
    Andre Fili derrotou Myles Jury por decisão unânime dos jurados

    Card preliminar 
    Aljamain Sterling derrotou Jimmie Rivera por decisão unânime dos jurados
    Manny Bermudez finalizou Benito Lopez com um triângulo de mão no 1R
    Andrea Lee derrotou Ashlee Evans-Smith por decisão unânime dos jurados
    Nik Lentz derrotou Scott Holtzman por decisão unânime dos jurados
    Luke Sanders derrotou Renan Barão por nocaute técnico no 2R
    Emily Whitmire finalizou Alexandra Albu com um mata-leão no 1R

    5 COMENTÁRIOS

    1. ESPERO QUE O KRON NÃO TENHA SAÍDO PARA COMEMORAR FUMANDO MACONHA COMO O NICK E NATE DIAZ, POIS A U.S.A.D.A. PODERÁ SUBMETÊ-LO A EXAME ANTIDOPING PÓS LUTA. ESSA É A ÚNICA MANEIRA DESSE CARA COLOCAR SUA CARREIRA E SUA VIDA A PERDER !

    2. a maconha e legal na America o kroon mesmo doidao ainda mete a porrada em todos vcs a maconha nunca matou ninguem e salva vidas das drogas pesantes e do maldito alcohol os gracies sao a melhor coisa que o brazil ja produziu

    3. KKKKKKKKKKKKKK LEIGO MACONHA TEM CHEIRO DE DIABO……
      OU SEJA CHEIRO DE SHAMBRUNO KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      VELHAS QUES PARECIA UMA GORDA VELHA KKKKKKKKKKK

      SÓ LEIGO DISCORDA.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome