De la Riva diz que Anderson poderia derrubar Adesanya e revela ‘pedido de desculpas’; veja

    De la Riva é responsável por afiar o jogo de chão de Anderson Silva (Foto Getty Images / UFC)

    Por Mateus Machado

    A volta de Anderson Silva ao MMA após dois anos mostrou que o ex-campeão peso-médio do UFC segue capaz de proporcionar boas lutas aos fãs da modalidade. Apesar da derrota para Israel Adesanya por decisão unânime dos jurados no UFC 234, realizado no último dia 9 de fevereiro, na Austrália, o brasileiro, atualmente com 43 anos, teve boa atuação e foi superior ao nigeriano em alguns momentos do combate, rendendo elogios ao veterano.

    Para alguns admiradores do “Spider”, mesmo com a boa defesa de quedas de Adesanya, faltou Anderson tentar colocar seu adversário no solo e por em ação seu Jiu-Jitsu, onde é faixa-preta. Para falar sobre isso, a TATAME conversou com Ricardo de la Riva, faixa coral 7º grau do GM Carlson Gracie, que mais uma vez, foi responsável por afiar o jogo de chão do atleta. De La Riva rasgou elogios a Anderson, mas reconheceu que ele deveria ter tentado a queda em alguns momentos e revelou que o curitibano “pediu desculpas” depois.

    “O Anderson é um atleta muito profissional, um cara que te dá todas as condições possíveis, se preocupa, está sempre ao seu lado, te escuta, faz o que você pede e é muito disciplinado. É um cara excelente de se trabalhar, porque ele te dá condições de trabalho e também por acreditar no meu trabalho. Ele tem um Jiu-Jitsu muito bom para o que ele se propõe a fazer. Ele absorve as posições de forma bem rápida. Claro que a parte em pé dele é bem superior, então nem sempre ele vai tentar botar para baixo. Inclusive, nessa última luta, ele se desculpou, disse: ‘Desculpa, mestre, porque eu esqueci de derrubar o cara’. Ele teve duas oportunidades muito boas e, no calor da luta, nem lembrou de botar para baixo. Mas ele tem muita confiança no Jiu-Jitsu dele, sabe que tem um jogo de chão muito bom para o MMA”, disse De la Riva, que seguiu falando sobre a estratégia usada pelo “Spider”.

    “Realmente, ele poderia ter tentado (derrubar o Adesanya). É muito difícil colocar o Israel para baixo, ele defende muito bem, principalmente as quedas de longe. Mas ele (Anderson Silva) teve duas oportunidades muito claras e boas quando ‘clinchou’ ali, que realmente ele poderia ter tentado. O Israel também é bom de botar para baixo nessa queda, mas ele nem tentou, porque sabia que se colocasse para baixo, poderia ficar dentro da guarda do Anderson e ter algum problema. Mas o Anderson percebeu que errou nesse momento, que poderia ter colocado para baixo em dois momentos e não fez. A gente aqui de fora, principalmente eu, gostaria que ele tivesse tentado derrubar, mas lá dentro é complicado, só eles sabem o que se passa na cabeça durante o calor do combate (risos)”, explicou.

    A respeito do futuro de Anderson Silva, o mestre afirmou que o Spider segue em condições de oferecer grandes lutas aos fãs de MMA, e confidenciou que o lutador pretende subir ao cage novamente em breve, quando realizará sua 45ª luta como profissional de MMA.

    “Quando a gente treina juntos, dá para perceber que o Anderson é realmente diferenciado. Muitas pessoas achavam que ele ia ser nocauteado, humilhado, a gente escutou muitas coisas, e ele provou mais uma vez que não é bem assim. Quando entra a mão dele, o adversário sente o peso. Outros disseram que o Adesanya aliviou, mas não teve isso, até porque ele sabia que se fosse pra cima, poderia cair a qualquer momento também, então não é bem assim. Quando sente o peso da mão do ‘negão’, é complicado, o cara bate doído pra caramba (risos). Ele mostrou mais uma vez que tem condições de fazer grandes lutas, claro que não é igual há cinco, dez anos, mas ainda surpreende a gente. Quando treinamos com ele, percebemos que tudo é possível para esse cara. Eu gosto de dizer que ele é meio mágico, que faz mágica, do nada ele mostra alguma coisa. Ele quer fazer a próxima luta o mais rápido possível, aproveitar esse último camp que fizemos, que durou quase dois meses. Ele provou mais uma vez que é capaz de dar show e vencer grandes oponentes”.

    1 COMENTÁRIO

    1. Não acredito que Anderson poderia ter ganho,ficou muito estático, aceitou muitos golpes direto no seu rosto, mereceu perder e não ter essa poupa toda por causa da sua derrota até parece que foi ele quem ganhou a luta , mais gostaria de lembrar que foi ele que perdeu e perdeu feio, se fosse uma outra adversário com mãos mais passada ele seria fácil fácil nocauteado…

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome