Marreta nocauteia Blachowicz no UFC Praga e pede para disputar cinturão; leia

    Thiago Marreta pediu pelo cinturão após a vitória sobre Blachowicz (Foto: Getty Images)

    Na base da paciência, Thiago Marreta deu mais um passo rumo à disputa de cinturão na divisão dos meio-pesados. Na luta principal do UFC Praga, realizado neste sábado (23), o brasileiro teve calma e esperou o momento certo para nocautear Jan Blachowicz no terceiro round, emplacando sua quarta vitória consecutiva no Ultimate.

    Além de Thiago Marreta, outros dois brasileiros entraram em ação no main card. No co-main event, Marcos Pezão acabou sendo finalizado por Stefan Struve, enquanto Klidson Abreu foi superado por Magomed Ankalaev na unanimidade dos jurados. Ainda no card principal, destaques para as vitórias de Petr Yan, Liz Carmouche e Michal Oleksiejczuk, que venceram John Dodson, Lucie Pudilova e Gian Villante.

    O card preliminar do UFC Praga, além dos brasileiros Carlos Diego Ferreira e Michel Trator, teve outras boas atrações. Das sete lutas do card, destaques para Chris Fishgold, Damir Hadzovic, Gillian Robertson e Dwight Grant, que derrotaram seus respectivos adversários sem precisar do julgamento dos árbitros.

    Marreta nocauteia e emplaca quarta vitória seguida

    O primeiro round ficou marcado por muito estudo por parte de ambos os lutadores. Como esperado, a luta ficou na trocação, e apesar do equilíbrio, Thiago Marreta se mostrou mais solto nos golpes e foi superior sobre Jan Blachowicz no primeiro round. Na segunda parcial, mais uma vez o equilíbrio ditou o ritmo do confronto, com Marreta encontrando dificuldades de encontrar a distância, enquanto o polonês buscava mais os contragolpes.

    No terceiro round, Marreta esperou o momento certo para definir a luta. Paciente, o brasileiro aguardou a aproximação de Blachowicz e, quando Jan buscou um golpe, Thiago respondeu prontamente com um potente cruzado de esquerda, que levou o adversário à lona. Na sequência, Marreta disparou uma sequência de golpes no ground and pound, que forçou a interrupção do árbitro. Foi a quarta vitória consecutiva do carioca, que se aproxima de uma futura disputa de cinturão na divisão dos meio-pesados.

    “Eu quero a disputa de cinturão! Vou para Las Vegas assistir o meu próximo oponente. Se for o Anthony Smith, vou vencer ele de novo. Se for o Jon Jones, eu vou chocar o mundo”, disse Marreta, em entrevista pós-luta, referindo-se ao duelo entre o campeão meio-pesado Jon Jones e o desafiante Anthony Smith, que acontecerá no próximo sábado (2).

    Marreta nocauteou Blachowicz no terceiro round e emplacou quarta vitória (Foto: Getty Images)

    Struve finaliza Pezão e volta a vencer

    Logo nos primeiros segundos, Marcos Pezão disparou um potente overhand de direita, que levou Stefan Struve ao solo. Por cima no chão, o brasileiro procurou pressionar com golpes no ground and pound e foi claramente superior no primeiro round.

    No segundo assalto, as ações se inverteram, e foi a vez de Struve derrubar Pezão e ficar por cima. Desta maneira, o holandês definiu a luta ao livrar sua perna, ajustar a posição e encaixar um justo katagatame, que forçou os três tapinhas do paulista. Com o triunfo, Stefan se recuperou das três últimas derrotas sofridas na organização e ganhou uma sobrevida no Ultimate. Vale ressaltar que o lutador já passou por problemas cardíacos ao longo de sua carreira no MMA.

    Stefan Struve anunciou sua aposentadoria do MMA após vencer Marcos Pezão (Foto: Getty Images)

    Brasileiro estreia com derrota

    Magomed Ankalaev e Klidson Abreu começaram o combate na trocação, onde o russo se mostrou melhor e chegou a aplicar um forte soco, que balançou o brasileiro. Logo na sequência, a luta foi para o chão e Ankalaev se mostrou dominante, com bons golpes no ground and pound. No segundo round, o duelo ficou mais “morno” e agarrado, porém, mais uma vez com vantagem para Magomed, que no final da parcial, voltou a levar Abreu para o solo.

    No terceiro e último round, o confronto voltou a ficar movimentado e os lutadores partiram para a trocação em alguns momentos. Com boa estratégia, Ankalaev anulou as ações do seu oponente e, sem maiores dificuldades, derrotou Klidson por decisão unânime dos jurados.

    Estreante no UFC, Klidson Abreu foi derrotado pelo russo Magomed Ankalaev (Foto: Getty Images)

    Russo surpreende Trator e vence em estreia no UFC

    Mesmo com o início na trocação, Michel Trator mostrou desde os primeiros minutos a intenção de derrubar Ismail Naurdiev, que, inicialmente, defendeu bem as ações. O brasileiro, logo em seguida, recebeu um forte chute alto e sentiu o golpe, sendo obrigado a colocar a luta para baixo. O russo, no entanto, logo inverteu as ações e ficou por cima, desferindo fortes socos no ground and pound. No segundo assalto, o paraense buscou a luta mais agarrada e, após muito esforço, conseguiu a queda. Todavia, quando foi passar a guarda, Trator viu novamente seu adversário inverter a posição, frustrando suas ações.

    No terceiro e último round, assim como nos assaltos anteriores, Trator voltou a derrubar. Por cima, o paraense tentou encontrar brechas para finalizar, mas o russo voltou a defender muito bem, mostrando uma ótima estratégia para vencer Michel por decisão unânime em sua estreia no Ultimate.

    Michel Trator perdeu sua sequência de oito vitórias ao ser superado por Ismail (Foto: Getty Images)

    Diego Ferreira tem boa atuação e vence russo

    Carlos Diego Ferreira e Rustam Khabilov iniciaram o combate buscando a trocação. Com boa movimentação, o brasileiro mostrou-se superior na luta em pé, conectando bons golpes, o que forçou o russo a buscar a queda, sem sucesso. Na reta final, Diego Ferreira voltou a ser derrubado, mas com boa defesa, usou bem seu Jiu-Jitsu por baixo e quase conseguiu a finalização nos últimos segundos. No segundo assalto, o russo equilibrou as ações na trocação e, nos contragolpes, cresceu na luta, igualando a contagem.

    No terceiro e último round, os dois lutadores seguiram travando um embate equilibrado na trocação. Diego Ferreira “apertou o passo” e mostrou mais volume nos golpes, enquanto o russo, novamente, tentou derrubar, mas não conseguiu. Com boa defesa de quedas, o manauara frustrou o jogo do russo e, após três assaltos, saiu vencedor por decisão unânime.

    Diego Ferreira teve bom desempenho e derrotou Rustam Khabilov (Foto: Getty Images)

    RESULTADOS COMPLETOS:

    UFC Fight Night 145
    Sábado, 23 de fevereiro de 2019
    Praga, na República Tcheca

    Card principal
    Thiago Marreta derrotou Jan Blachowicz por nocaute técnico no 3R
    Stefan Struve finalizou Marcos Pezão com um katagatame no 2R
    Michal Oleksiejczuk derrotou Gian Villante por nocaute técnico no 1R
    Liz Carmouche derrotou Lucie Pudilova por decisão unânime dos jurados
    Petr Yan derrotou John Dodson por decisão unânime dos jurados
    Magomed Ankalaev derrotou Klidson Abreu por decisão unânime dos jurados

    Card preliminar
    Gillian Robertson finalizou Veronica Macedo com um mata-leão no 2R
    Dwight Grant derrotou Carlo Pedersoli por nocaute técnico no 1R
    Damir Hadzovic derrotou Marco Polo Reyes por nocaute técnico no 2R
    Ismail Naurdiev derrotou Michel Trator por decisão unânime dos juradps
    Chris Fishgold finalizou Daniel Teymur com um mata-leão no 2R
    Carlos Diego Ferreira derrotou Rustam Khabilov por decisão unânime dos jurados
    Damir Ismagulov derrotou Joel Alvarez por decisão unânime dos jurados

    5 COMENTÁRIOS

    1. DK, o Marreta realmente tem a mão pesada. Mas o Jon Jones, além de estar em nível muito acima dele, absorve bem socos. A mão de alguns adversários já entrou (DC, por exemplo) e nada aconteceu.

    2. jon jhones é um drogado e sortudo por falta de adversário lenda. Fosse da época do pride levaria muita surra. lutadores de hj realmente não tem muito peso contra j j. Digam-me quem foi o lutador espetacular que o Jon jhones enfrentou até hj pra ser o melhor? o gorducho bi campeão foi? kkk
      Nada de melhore de todos os tempos! Jamais teremos lutadores lendários como Fedor, |Wanderlei Silva, Dan henderson! Adeus, jamais veremos!

    3. Adriano Waquim, você bebeu leite estragado? Jon Jones vem limpando a divisão desde 2011, está invicto. O gorducho DC só tem duas derrotas na carreira, para ele. Aí vc vem me falar de Wanderlei Silva, que o cara é sortudo!? Vc surtou!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome