Após período na Austrália, faixa-preta fala sobre volta ao Brasil e próximas metas: ‘Brasileiro e Mundial’

Publicado em 11/02/2019 por: Nilmon
Após período na Austrália, faixa-preta fala sobre volta ao Brasil e próximas metas: ‘Brasileiro e Mundial’

publicidade

Ana Carolina Schmitt, mais conhecida como “Aninha” no circuito brasileiro e mundial de Jiu-Jitsu, acumula diversas conquistas na carreira. A lutadora, que passou de promessa para realidade quando se consagrou campeã mundial da IBJJF em 2017, resolveu mudar sua rotina quando, há alguns meses, se mudou temporariamente para a Austrália. Evoluindo a cada dia, a lutadora, natural de Blumenau, Santa Catarina, falou sobre a experiência que tem tido do outro lado do mundo.

“Estou há 5 meses aqui na Austrália, tendo uma experiência maravilhosa, conhecendo lugares lindos. Tive a oportunidade de ir pra Bali participar de um Jiu-Jitsu Escapes, foi uma experiência única. Acredito que tenho evoluído demais, me tornando uma atleta completa, mais agressiva, estou bem feliz com a minha evolução”, afirmou.

Aos 29 anos, Ana Carolina Schmitt se aventurou na ginástica rítmica antes de descobrir seu amor pela arte suave, aos 14 anos. Desde então, a lutadora ganhou o mundo do Jiu-Jitsu, faturando diversos títulos nas faixas coloridas até ser graduada pelo seu mestre Marcos Cunha à faixa-preta. Prata no Mundial do ano passado, Ana Carolina tem treinado na Garage JJ, equipe na qual Yago Espíndola, seu namorado e treinador, é professor. Apesar da constante evolução que tem tido na Austrália, a lutadora falou sobre o principal motivo que a fez decidir voltar ao Brasil antes do que planejava.

“Já sabia que seria uma experiência, mas sempre soube que iria voltar. Antecipei esse retorno porque percebi que é impossível ficar viajando daqui da Austrália para lutar. É muito desgastante, a minha viagem da Austrália pra Portugal foram 30 horas de voo com escalas, enfim, foi muito cansativo, fuso-horário completamente oposto, fiquei mal. Estava muito confiante aqui, porém, quando cheguei foi uma decepção, nesse momento decidi voltar para o Brasil. A idade vai chegando e tenho que aproveitar agora enquanto estou no meu auge”.

Campeã Sul-Americana e de diversos Open’s, Ana Schmitt conquistou o duplo ouro no Pan Pacific do ano passado, além de ter ficado com a medalha de bronze na disputa do Europeu da IBJJF, este ano. De olho em torneios ainda maiores, a lutadora pretende se preparar para chegar bem no Campeonato Brasileiro, e posteriormente buscar o Mundial da Califórnia, sua principal meta neste ano:

“Nesse ano quero focar no Brasileiro. Queria ir pro Pan, mas vai ficar muito em cima da hora e não quero lutar sem estar 100%, quero a vitória. Depois o meu principal foco será o Mundial da Califórnia, o resto é treino. Quero lutar o Grand Slam da Federação de Abu Dhabi, mas ainda tenho que ver depois do Mundial o que vou disputar”, analisou.

Principal torneio do país na arte suave, o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu acontece entre o fim de abril e o começo de maio, na cidade de Barueri, em São Paulo.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade