Cain revela novo problema no joelho em derrota para Ngannou: ‘Muito frustrante’

Publicado em 18/02/2019 por: Nilmon
Cain revela novo problema no joelho em derrota para Ngannou: ‘Muito frustrante’

publicidade

Após 30 meses inativo do MMA, Cain Velásquez teve um retorno traumático no último domingo (17), na luta principal do UFC Phoenix. Diante de Francis Ngannou, o ex-campeão peso-pesado foi nocauteado em apenas 26 segundos, algo que o próprio lutador considerou como “frustrante”, principalmente pelo longo tempo sem lutar e a expectativa pela volta.

O nocaute, no entanto, gerou dúvidas nos fãs de MMA. Alguns consideram que um uppercut aplicado por Ngannou levou Cain a knockdown e, consequentemente, ocasionou sua derrota. Já outros citam, através das imagens do combate, que Velásquez teria “dobrado” o joelho ao se aproximar de Francis, o que ocasionou uma nova lesão e, por conta disso, o lutador não teve mais condições de prosseguir. Em entrevista coletiva após o duelo, Cain revelou que os problemas no joelho voltaram a atormentá-lo durante a luta.

“Tive um ótimo camp de treinamento, é sério, tudo que eu disse, o quão forte eu me senti. Tudo foi verdade. Estando lá, me senti ótimo, relaxado e então dei aquele passo com o pé esquerdo. Senti algo estalar e então, quando tentei dar outro passo, meu joelho cedeu. Meu joelho simplesmente cedeu e nem pude acreditar que isso aconteceu”, revelou o ex-campeão, que ressaltou sua frustração após o longo tempo de preparação e deu mais detalhes do que aconteceu com seu joelho pouco antes do confronto ser interrompido.

“Ir 100% fisicamente, 100% pronto e ter esse acidente bizarro. Não pude acreditar… É muito difícil. É o esporte e é isso o que fazemos. Isso acontece às vezes e é realmente muito frustrante, pois o meu fogo interior é forte, está mais forte do que nunca. Foi apenas o joelho e nada mais aconteceu, você sabe? Foi apenas o joelho. Assim que senti o joelho ceder, foi como se não pudesse acreditar no que estava acontecendo. E então aconteceu. Fui na perna dele e senti como se ele tivesse golpeado a minha nuca, mas isso sequer me machucou. Nenhum dos seus socos me balançou ou causou qualquer dano ou me deixou sem equilíbrio. Foi apenas no interior e essa coisa bizarra que aconteceu com o meu joelho”, lamentou Cain, que aos 36 anos de idade, falou sobre seu futuro no esporte.

“Vamos ver o que acontece daqui pra frente. Novamente, sabendo o que eu fiz nestes últimos três anos e dois meses, me preparando neste camp, me senti pronto. Extremamente pronto. Eu me senti calmo, como se o octógono fosse o lugar que eu precisava estar e me sentisse ótimo. Foi ótimo voltar. E então o estranho acidente com o joelho surgiu. É frustrante, mas vamos ver como fica. O fogo em mim está forte novamente e acho que tenho muito a provar. Sou muito capaz de fazer isso”, concluiu.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade