Conor diz que ‘adoraria’ lutar no Brasil, e José Aldo rebate: ‘A história seria outra’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 03/02/2019
Conor diz que ‘adoraria’ lutar no Brasil, e José Aldo rebate: ‘A história seria outra’

publicidade

A boa vitória de José Aldo sobre Renato Moicano, no último sábado (2), no co-main event do UFC Fortaleza, teve um espectador conhecido do fã de MMA. Algoz do brasileiro em 2015, quando conquistou o cinturão peso-pena ao nocautear Aldo em 13 segundos, Conor McGregor surgiu nas redes sociais para elogiar a torcida brasileira, que mais uma vez deu show, desta vez no Centro de Formação Olímpica, que recebeu mais de 10 mil torcedores.

Através de uma postagem, o irlandês, que vem de derrota recente para Khabib Nurmagomedov, em outubro do ano passado, fez questão de ressaltar a festa da torcida em Fortaleza e revelou que “adoraria” lutar no país, algo que, segundo o próprio lutador, quase aconteceu no ano passado, na cidade do Rio de Janeiro, contra Rafael dos Anjos.

“Que atmosfera incrível no Brasil esta noite. Eu adoraria competir lá, para os apaixonados fãs brasileiros, em algum momento da minha carreira. Estive perto de lutar no Rio no ano passado. Era um negócio que estava fechado. Talvez na próxima vez. ‘Uj, Vai Morrer!’. Ainda estou aqui”, disse McGregor, que está suspenso, mas pode voltar a lutar em abril.

Aldo responde o irlandês

Na coletiva de imprensa pós-evento em Fortaleza, José Aldo, obviamente, não escapou do questionamento em relação a postagem do seu grande rival no MMA. O manauara, no entanto, não se esquivou da pergunta, e além de ter confirmado que viu a declaração do irlandês, afirmou que, em caso de revanche, “a história seria diferente” do primeiro duelo.

“Eu vi (a declaração de Conor McGregor). Que coisa linda! Para mim seria ótimo. Não sei se essa luta que ele falou que tinha fechado no Rio era comigo, se era comigo não chegou até a mim. Mas se tivesse a oportunidade no peso de cima (peso-leve) já era melhor ainda que não sofria no corte. E para mim seria ótima essa luta, acho que na primeira vez a gente não pôde mostrar o nosso trabalho, ele conectou um bom golpe, parabéns para ele. Mas se a gente tivesse outra oportunidade, pode ter certeza que a história seria diferente”, disse.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 144
Centro de Formação Olímpica, em Fortaleza (CE)
Sábado, 2 de fevereiro de 2019

Card principal
Marlon Moraes finalizou Raphael Assunção com uma guilhotina no 1R
José Aldo derrotou Renato Moicano por nocaute técnico no 2R
Demian Maia finalizou Lyman Good com um mata-leão no 1R
Charles do Bronx finalizou David Teymur com um triângulo de mão no 2R
Johnny Walker derrotou Justin Ledet por nocaute técnico no 1R
Livinha Souza derrotou Sarah Frota por decisão dividida dos jurados

Card preliminar
Markus Maluko finalizou Anthony Hernandez com um triângulo de mão 2R
Mara Romero Borella derrotou Taila Santos por decisão dividida dos jurados
Thiago Pitbull derrotou Max Griffin por decisão dividida dos jurados
Jairzinho Rozenstruik derrotou Júnior Albini por nocaute técnico no 2R
Geraldo de Freitas derrotou Felipe Cabocão por decisão unânime dos jurados
Said Nurmagomedov derrotou Ricardo Carcacinha por nocaute técnico no 1R
Rogério Bontorin derrotou Magomed Bibulatov por decisão dividida dos jurados

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade