Pezão revela ‘tática curiosa’ em treinos pra encarar gigante Struve no UFC Praga

Publicado em 21/02/2019 por: Nilmon
Pezão revela ‘tática curiosa’ em treinos pra encarar gigante Struve no UFC Praga

publicidade

Por Mateus Machado

Vindo de vitória em sua última luta, contra Adam Wieczorek, por decisão unânime, Marcos “Pezão” terá, literalmente, um grande desafio no próximo sábado (23), no card do UFC Fight Night 145, que será realizado em Praga, na República Tcheca. O peso-pesado paulista vai encarar o gigante holandês Stefan Struve, de 2,13m, na luta co-principal do evento.

Com 1,88m, Pezão pode ser considerado alto para os padrões, mas para encarar Struve, o lutador precisou fazer adaptações em sua preparação. Em entrevista exclusiva à TATAME, Marcos revelou que, em São Paulo, treinou com um atleta de 2,07m. Já nos Estados Unidos, na renomada equipe American Top Team, precisou colocar seus treinadores em plataformas de saltos para simular a altura do holandês, como ele contou a seguir.

“Quando eu estava em São Paulo, eu tenho um amigo, Luis ‘Avatar’, que é campeão mundial de Jiu-Jitsu e luta MMA também, e ele me ajudou bastante, tem 2,07m, é bem pesado também, e me auxiliou muito. Quando eu fui para a American Top Team, a gente não tinha um material humano da altura do Struve, mas a gente fez algumas adaptações com o mestre Katel, Macarrão, eles subiam numa plataforma para eu ficar fazendo manopla, para simular a altura do cara (risos). Foi o jeito que a gente encontrou”, disse.

Confira a entrevista completa com Marcos Pezão:

– Reta final de preparação para o combate

A reta final de preparação está muito boa, fiz um camp muito bom, treinei bem, então a confiança está lá em cima para mais um grande desafio na minha carreira. Eu lutei bastante Kickboxing aqui perto da República Tcheca, na Sérvia, em Montenegro, Croácia, então é bom estar de volta, agora lutando MMA. Estou bastante confiante para a luta.

– Treinamento para enfrentar Stefan Struve

Quando eu estava em São Paulo, eu tenho um amigo, Luis ‘Avatar’, que é campeão mundial de Jiu-Jitsu e luta MMA também, e ele me ajudou bastante, tem 2,07m, é bem pesado também, e me auxiliou muito. Quando eu fui para a American Top Team, a gente não tinha um material humano da altura do Struve, mas a gente fez algumas adaptações com o mestre Katel, Macarrão, eles subiam numa plataforma para eu ficar fazendo manopla, para simular a altura do cara (risos). Foi o jeito que a gente encontrou lá.

– Continuação no peso pesado após vitória

Estar retornando aos pesos pesados, para mim, é muito bom. Me sinto mais saudável, bem mais inteiro em relação à época que eu lutava de meio-pesado. Podem esperar um Pezão agressivo, como sempre, buscando vencer o tempo todo. Vai ser uma grande guerra.

– O que esperar do duelo contra o Struve

É uma luta de MMA, então podemos esperar de tudo. Sou oriundo do Kickboxing, ele também, então acaba não sendo um confronto de estilos, mas é uma luta de MMA, tudo pode acontecer. Estou pronto para tudo. Vou cair pra dentro dele, dar o meu melhor. Se a luta for para o chão, vou estar preparado, porque venho treinando muito, não só na American Top Team, mas em São Paulo, com o Cícero Costha, então eu estou muito preparado para tudo. Venho treinando bastante Wrestling também, me sinto muito bem.

– Adversário vindo pressionado por reveses

Eu procuro não me preocupar com isso. Meu foco é no meu trabalho, na minha estratégia para a luta. Não acho que ele possa vir pressionado, e se vier também, não tem nenhum problema, a única coisa que pode acontecer com isso é deixar a luta mais apimentada. Estou focado em mim e vou fazer o meu melhor no sábado, esse é o objetivo.

– Dono de estilo agressivo no octógono

Eu vou para a luta o tempo todo, vou para bater a todo momento, sempre dando o meu máximo. Se a luta durar os três rounds, podem ter certeza que todo golpe que eu der é visando o término da luta. Não sei exatamente como vai terminar, mas vai ser uma guerra.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 145
Praga, na República Tcheca
Sábado, 23 de fevereiro de 2019

Card principal
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Thiago Marreta
Peso-pesado: Stefan Struve x Marcos Pezão
Peso-meio-pesado: Gian Villante x Michal Oleksiejczuk
Peso-mosca: Liz Carmouche x Lucie Pudilova
Peso-galo: John Dodson x Petr Yan
Peso-meio-pesado: Magomed Ankalaev x Klidson Abreu

Card preliminar
Peso-mosca: Veronica Macedo x Gillian Robertson
Peso-meio-médio: Carlo Pedersoli x Dwight Grant
Peso-leve: Damir Hadzovic x Marco Polo Reyes
Peso-meio-médio: Michel Trator x Ismail Naurdiev
Peso-pena: Daniel Teymur x Chris Fishgold
Peso-leve: Rustam Khabilov x Carlos Diego Ferreira
Peso-leve: Damir Ismagulov x Joel Alvarez

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade