Próximo de retorno, Cain Velásquez projeta superluta com Jon Jones: ‘Acho que posso derrotá-lo’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 13/02/2019

publicidade

Sem lutar há 30 meses, quando, em julho de 2016, nocauteou Travis Browne ainda no primeiro round no UFC 200, Cain Velásquez retorna ao Ultimate neste domingo (17), quando fará a luta principal do UFC on ESPN 1 contra Francis Ngannou, em Phoenix, no Arizona (EUA). Recuperado de sérias lesões, o ex-campeão peso-pesado da organização encontrará uma divisão diferente desde que se ausentou.

Daniel Cormier, seu companheiro de equipe e amigo pessoal, é o atual detentor do título da categoria. No entanto, mesmo que tenha adiado sua aposentadoria, que estava programada para março, não terá uma carreira prolongada na companhia. Desta forma, Cain se vê pronto para assumir o posto de campeão dos pesados novamente.

“Eu irei lutar com qualquer um. É por isso que estou nesse esporte: para lutar com os melhores, ser o melhor de todos. Para mim, tenho que ir lá, fazer o melhor e vencer os melhores lutadores”, afirmou o lutador, de 36 anos, em entrevista ao TMZ Sports.

Com 14 vitórias e apenas duas derrotas em seu cartel, Velásquez ainda deseja grandes desafios em sua carreira. Prova disso é que o lutador mostrou-se disposto a enfrentar Jon Jones, considerando ser capaz de “vingar” seu amigo Cormier, já que “Bones” foi o único atleta a derrotá-lo no MMA.

“Eu acho que posso (vencer Jon Jones). Acho que sou bom o bastante. Jon Jones é um atleta incrível e assisti todas as suas lutas. Sei do que ele é capaz. De novo, todo cara é um grande desafio e eu acho que ele é um desafio, mas acho que posso derrotá-lo”, finalizou.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade