Cro Cop anuncia fim da carreira no MMA após sofrer derrame: ‘Acabou’; confira

    Cop Cop conquistou recentemente o GP dos Pesados do Rizin e fez uma luta pelo Bellator (Foto: Getty Images)

    Um dos maiores nomes da história do MMA mundial, Mirko “Cro Cop” Filipovic anunciou mais uma vez aposentadoria nesta sexta-feira (1). Porém, ao que tudo indica, agora parece que não vai ter um retorno. O ex-lutador fez o anúncio primeiramente a uma TV da Croácia, revelando que sofreu um derrame recente e, por isso, não poderá mais lutar MMA ou qualquer outra atividade esportiva de combate: “Acabou. Espero não chorar”, contou.

    “Eu nunca mais vou entrar no ringue. Não posso deixar ninguém me acertar. Tenho que fazer uma (ressonância magnética) em três meses, depois disso vou treinar novamente, usar saco de pancada, mas não posso lutar”, afirmou o peso-pesado, ao site MMA Junkie.

    Em um post no Instagram, o croata voltou a falar sobre a aposentadoria, fez um balanço da trajetória e descreveu como “rica”. Cro Cop lutou a última vez em fevereiro passado, quando derrotou Roy Nelson por decisão no Bellator 216. O ex-lutador encerra a carreira com dez vitórias seguidas. Um dos seus auges aconteceram em 2006, quando venceu o GP do peso-aberto do Pride, vencendo na mesma noite Wanderlei Silva e Josh Barnett.

    Aos 44 anos, a lenda Filipovic deixa o esporte com 38 vitórias, 11 derrotas, dois empates e um “No Contest”. Além do extinto Pride, Mirko lutou no UFC, Bellator, Rizin FF, K-1, entre outros. Em 2012, após derrota para Roy Nelson, Cro Cop deixou o MMA pela primeira vez.

    6 COMENTÁRIOS

    1. Cara… Como fico triste ao saber disso e ao mesmo tempo feliz por saber que ele está bem e não aconteceu nada pior. Nunca fui uma pessoa que curte esportes, mas se hoje curto MMA é graças ao Mirko. Lutador com garra, fez lutas épicas que marcaram eternamente a história do MMA. Pra mim existe um top 3 dos maiores lutadores de MMA de todos os tempos, eles são: Mirko Cro Cop, Fedor Emelianenko e Minotauro Nogueira. Lutador pra mim sim tem que ter carisma e respeito pelo adversário. Jon Jones tem tudo pra estar entre os maiores do mundo, sei que ele já é considerado por muitos, mas pra mim não. O cara que atropela uma mulher grávida, foge e ainda vive sendo pego no dopping não respeitando seu próprio esporte pra mim não tem grandeza alguma de espirito. A história do MMA vive um momento antes e depois dessas grandes lendas do esporte. Mirko vai deixar saudades dentro do octógono. Oss!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome