Organizador do Metamoris, Ralek Gracie cita crise financeira: ‘Criei um monstro’

    Ralek Gracie quer recuperar o Metamoris e contou sobre os problemas financeiros do evento (Foto reprodução)

    Um dos eventos mais tradicionais de Jiu-Jitsu, o Metamoris tenta se reerguer para voltar a escrever sua história dentro do cenário da arte suave. Liderado por Ralek Gracie, filho da lenda Rorion Gracie, a franquia deu uma pausa em suas operações por conta de problemas financeiros. O retorno, intitulado “Capítulo 2”, ainda não tem data prevista para acontecer.

    Em entrevista ao site MMA Fighting, Ralek disse que criou um “monstro” e não sabia como iria fazer para poder administrá-lo. O faixa-preta disse que decepcionou a comunidade do Jiu-Jitsu devido a sua falta de experiência para gerir o evento: “Não há dúvida de que decepcionei a comunidade de Jiu-Jitsu e criei um monstro que não consegui controlar”.

    A organização ficou devendo algumas pessoas, incluindo atletas. AJ Agazarm, que está entre esses lutadores, usou as redes sociais para tornar o caso público e “cobrar” o Metamoris. Ralek se defendeu e, inclusive, revelou o valor da dívida com o faixa-preta.

    “Para ser franco, muitas das pessoas que realmente fizeram barulho e saíram contra nós na internet são pessoas que devemos muito menos dinheiro. As pessoas que têm mais dinheiro (para receber) estão sendo, de certa forma, mais abertas, solidárias e conscientes, além de pacientes […]. Por exemplo, AJ, nós lhe devíamos US$ 1.000”, revelou Ralek.

    Sobre o “Capítulo 2”, como foi intitulado o retorno da organização em seu site oficial, Ralek disse que serve como motivação para contar uma nova história, apesar dos problemas e estresses financeiros. O membro do clã Gracie ainda revelou que procura parceiros financeiros para bancar o evento e alguém que ajude-o na administração das contas.

    “No primeiro plano, precisamos de um parceiro financeiro e precisamos de um parceiro de negócios com experiência, força e as qualidades necessárias para nos ajudar a fazer crescer de US$ 1 milhão para US$ 15 milhões, depois US$ 20 milhões…”, encerrou Ralek.

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome